Estádio Olímpico Mangueirão será reaberto parcialmente ainda em janeiro

Estádio Olímpico Mangueirão será reaberto parcialmente ainda em janeiro

“O governo está emprenhado e já tomou todas as providências necessárias para entregar o Mangueirão para os clubes e para os torcedores Paraenses”, disse o secretário Arlindo Silva

Belém (PA) – Em entrevista coletiva realizada na manhã de sábado (19), no Estádio Olímpico Mangueirão, com autoridades, órgãos de segurança pública e presidentes de clubes, foi divulgado pelo Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), o relatório técnico que fala sobre o desabamento de pedaços de concreto de uma das marquises do estádio, ocorrido no início do mês de janeiro.

Durante a coletiva o secretário da SEEL, Arlindo Silva (PRB), afirmou que confia no levantamento de informações feitas pelos especialistas e que a prioridade agora é garantir a segurança de todos. “O governo está emprenhado e já tomou todas as providências necessárias para entregar o Mangueirão para os clubes e para os torcedores Paraenses. A parte onde aconteceu o incidente está passando por recuperação e deve ser interditado durante os jogos, para que os serviços não sejam paralisados”, destacou Arlindo Silva.

As causas que levaram ao desabamento de parte do concreto da Ala A, foi, sobretudo por falta de manutenção e não tem a ver com a parte estrutural do prédio, segundo o Secretário de Estado de desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), Ruy Cabral. “Há uma necessidade de fazer manutenções no estádio, que já tem 40 anos e precisa de reparos. Detectamos ferragens expostas, falta de conservação, infiltração na cobertura, etc. Nós contratamos um especialista que está colaborando conosco nas intervenções necessárias. Foi feita uma análise estrutural de todo o Mangueirão, mas ele não corre risco de desabamento”, afirmou o secretário da Sedop.

Paulo Brígida o engenheiro civil que foi contratado para fazer o levantamento de informações após o sinistro, explicou durante a entrevista que foi feito uma inspeção geral para observar toda a estrutura do estádio, inclusive com o uso de drones para avaliar a cobertura do local. “O maior pedaço de argamassa que caiu tinha em torno de 50 X 30 cm e foi provocada por infiltração que resultou em corrosão. Esse processo de corrosão das armaduras provocou uma expansão e desprendimento desse trecho da argamassa que veio ao chão. Colocamos andaimes e tiramos o restante de argamassa que tinha para verificar tudo o que existia, provocando a corrosão”, esclareceu o engenheiro.

O relatório técnico será transformado em laudo depois de uma ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) e será divulga novamente à imprensa.

Andamento das obras

A liberação parcial do estádio será a partir do dia 27 de janeiro, pois a equipe técnica precisa desta semana para fazer alguns reparos necessários e posteriormente liberar para torcedores. Quando o lado B for liberado, as obras devem se intensificar no lado A (onde aconteceu a queda do concreto) para que até o dia 10 ou 17 de fevereiro o Mangueirão já tenha condições de comportar a sua capacidade de pessoas novamente.

Mudanças na tabela do Parazão 2019

Com o incidente e o prazo para a realização de obras pela equipe técnica, a tabela do Parazão terá algumas alterações, especialmente para o Clube do Remo que teria uma partida contra o Tapajós neste domingo (20). O jogo contra o time santareno deve ser realizado no dia 02 ou 03 de fevereiro, segundo o presidente da Federação Paraense de Futebol (FPF), Adelson Torres. A partida que seria no dia 10 deve ser realizada no dia 17, ou seja, nenhuma partida foi cancelada, apenas as datas sofreram alterações.

Remo

Com quase 6 mil ingressos vendidos antecipadamente e ainda não podendo contar o estádio do Baenão, o Clube do Remo, representado pelo presidente Fábio Bentes, afirma que apesar de refletir negativamente diante do que o clube havia planejado financeiramente, todas as mudanças não deixam de ser necessárias, já que se tratou de um imprevisto. Como mandante, eles preferem a próxima partida no domingo (3).

Paysandu

O presidente do Paysandu, Ricardo Paul, parabenizou o senso de urgência adotado pelo governo ao tratar deste caso. “Temos certeza de o Mangueirão será entregue na data prometida. Este foi um case que a gente tem que elogiar. A gente não podia tratar esse caso como uma fatalidade. Estamos muito confiantes. Confio no plano que foi apresentado. Obrigado por tratarem esse assunto com a importância que ele merece”, finalizou Ricardo.

Texto e foto: Ascom – Secretaria de Estado de Esporte e Lazer

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Rosangela Gomes (PRB-RJ):

E-mail (clique aqui)
ou
(61) 3215-5438

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Receba as novidades do PRB no seu e-mail

Boletim 10: enviado às segundas-feiras. Não enviamos spam.