Isenção de contribuição à Caixa Beneficente para PM

Isenção de contribuição à Caixa Beneficente para PM

Major Araújo defende desvinculação uma vez que os policiais já contribuem com a Previdência

Goiânia (GO) – Os policiais-militares, integrantes da Polícia Militar do Estado de Goiás, são contribuintes obrigatórios do instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Estado de Goiás (Ipasgo), mas podem ficar isentos da contribuição à Caixa Beneficente da Polícia Militar. Tal premissa é o que estabelece o processo nº 4779/2012, de autoria do deputado Major Araújo (PRB-GO).

O projeto que tramita na Casa, introduz alterações na Lei nº 8.033, de 2 de dezembro de 1975, que dispõe sobre o Estatuto dos Policiais Militares do Estado de Goiás. Altera também a Lei nº 11.866, de 28 de dezembro de 1992, que trata do Código de remuneração e proventos dos servidores militares do estado.

“As presentes alterações nestas Leis são imprescindíveis à harmonização de ambos os ordenamentos jurídicos aos princípios e mandamentos esculpidos na Constituição Federal  de 1988, que diga-se: inaugurou nova plataforma jurídica no país. Desta vez, elaborada pelos legítimos representantes do povo brasileiro”, coloca o parlamentar.

“Com essa nova Carta, instituiu-se e vislumbrou-se o descortinar do Estado de fato democrático de direito, traduzido no mandamento do qual “ninguém é obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa se não em virtude de lei”, em que as leis devem convergir e jamais colidir com os postulados da Lex Mater”, acrescenta.

“Haja vista que o Artigo 135, além de estabelecer a compulsoriedade dos policiais militares de vincularem-se ao Instituto de Previdência e Assistência Social, ainda o faz à Caixa Beneficente da Polícia Militar. A medida aqui proposta visa suprimir a vinculação à Caixa”, explica.

“Vale enfatizar que apesar de flagrante afronta aos direitos e liberdades individuais garantidas na Carta Federal, além de inscrever obrigatoriamente os militares a essa entidade, a Caixa Beneficente nega os pleitos deduzidos perante ela via administrativa, fazendo com que os associados involuntários recorram ao Poder Judiciário como única forma de se desfiliar, o que acaba gerando ônus e transtornos”, justifica o parlamentar, esclarecendo a necessidade das alterações propostas.

Texto: Alego
Foto: Carlos Costa

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal, Rosangela Gomes (PRB-RJ)

E-mail (clique aqui)
ou
(61) 3215-5438

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest

Quer fazer um
Curso de Política GRATUITO?

Preencha para receber seu acesso ao curso!