Da tribuna: Marinho destaca luta contra a discriminação racial

Da tribuna: Marinho destaca luta contra a discriminação racial

O republicano conclamou os deputados presentes a uma reflexão sobre aquele episódio que, nove anos mais tarde, em 1969, motivaria a ONU a instituir o Dia Internacional Contra a Discriminação Racial

 

Brasília (DF) – “Em minha vida pessoal, já sofri muito preconceito. E isso me trouxe para a vida pública. Aqui, venho combatendo veementemente toda e qualquer forma de discriminação. Participei de conferências, de cúpulas, de organizações e de diversas assembleias para falar mundo afora contra o racismo e a discriminação racial”. Este foi o depoimento do líder do PRB na Câmara, deputado Márcio Marinho (PRB-BA), durante comissão geral realizada hoje (22) na Câmara dos Deputados em homenagem ao Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial (21/03).

Na sessão, realizada por iniciativa do deputado Damião Feliciano, o líder Marinho cumprimentou de forma muito especial, a Dra. Luislinda. “É sempre um prazer e uma honra encontrar a desembargadora do estado da Bahia, Dra. Luislinda. Mulher guerreira, determinada e vencedora. Falo em nome do meu partido, o Partido Republicano Brasileiro e reitero meu propósito de lutar em favor da igualdade entre os povos”, disse.

Para o líder, ainda há muita falta de informação quando se debatem as ações afirmativas, como as cotas. “A população negra precisa, sim, do apoio das instituições públicas e do governo para intermediar ações que possam equilibrar as relações entre negros e brancos”. Ele lembrou que a legislação brasileira instituiu os primeiros conceitos contra formas de racismo somente em 1951, com a Lei Afonso Arinos, que classificava a discriminação apenas como contravenção penal. Somente a Constituição Federal, de 1988, em seu art. 5º, inciso XLII, considerou o racismo crime inafiançável e imprescritível, sujeitando quem o pratique à pena de reclusão.

O republicano conclamou os deputados presentes a uma reflexão sobre aquele episódio que, nove anos mais tarde, em 1969, motivaria a ONU a instituir o Dia Internacional Contra a Discriminação Racial. “Imaginemos que estamos no dia 21 de março de 1960, na cidade de Sharpeville, arredores de Johannesburg, na África do Sul. Todos ali fazendo um protesto pacífico contra a chamada Lei do Passe, que obrigava os negros daquele país a usarem uma caderneta na qual constavam registrados os lugares onde eles poderiam ir. Havia cerca de 20 mil manifestantes que marchavam calmamente, num protesto sem armas, mas a polícia sul-africana reagiu com impiedosas rajadas de metralhadoras e matou 69 deles”, lamentou.

Também participaram da comissão geral o ministro das Comunicações, André Figueiredo, a secretária de Políticas de Ações Afirmativas, Luciana de Souza Ramos, o ex-vereador e cantor Netinho de Paula.

Texto: Ascom – Liderança do PRB
Foto: Douglas Gomes / Ascom – Liderança do PRB

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal, Rosangela Gomes (PRB-RJ)

E-mail (clique aqui)
ou
(61) 3215-5438

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest

Quer fazer um
Curso de Política GRATUITO?

Preencha para receber seu acesso ao curso!