Mulheres debatem fim da violência em palestra sobre 16 Dias de Ativismo em Ananindeua

Mulheres debatem fim da violência em palestra sobre 16 Dias de Ativismo em Ananindeua

“Somos mulheres vitoriosas, realizamos a mesa redonda sobre os 16 Dias de Ativismo para falar das diversas violências que nós mulheres sofremos”, disse Professora Nilse

Ananindeua (PA) – Na última quarta-feira (28), no auditório do Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) da Faculdade Superior Madre Celeste (Esmac) em Ananindeua, foi realizado um encontro alusivo à campanha “16 Dias de Ativismo pelo fim da Violência Contra as Mulheres”. O evento tratou da atual temática que sintetiza a luta das mulheres por seus direitos, com 16 Dias intensos de ações positivas e reuniu ativistas engajadas com a causa para compor uma mesa de debates a cerca do tema: “O compromisso do parlamento feminino do Pará na defesa de políticas públicas para mulheres”.

A professora Eneida Guimarães, representante do Conselho Nacional de Direitos Humanos, foi a palestrante e levantou questões referentes à luta e a participação feminina no cenário político paraense. Ela citou uma pesquisa feita por ela, que lista as mulheres paraenses eleitas para o pleito legislativo de 2019, e lembrou que antes eram três deputadas e agora a casa contará com dez mulheres, muitas tendo em sua origem pai, mãe, irmão, filho ou marido na politica.

Após a palestra, deu-se início a mesa de debates, que contou com a mediação da diretora geral da Esmac e coordenadora estadual do PRB Mulher Pará, deputada estadual eleita Professora Nilse Pinheiro. Participaram da composição da mesa a Dra. Naiana Dias do (Propaz); Cléa Gomes (Fórum de enfrentamento da violência contra a mulher de Ananindeua); a advogada e enfermeira Nazaré Lima da (UFPA), no ato representando a ex-vereadora de Belém e deputada eleita, Marinor Brito; a vereadora de Ananindeua, Francy Pereira; Marcia Jorge (Conselho do Direito da Mulher de Ananindeua); e a Dra. Daiane Santos (Defensoria Pública do Estado do Pará). Na plateia, a militância do PRB Juventude e PRB Igualdade Racial, nas pessoas de Nivaldo Rodrigues e Priscila Montori e Gleice Kelly.

A professora Nilse Pinheiro finalizou o debate reforçando a importância do evento. “Somos mulheres vitoriosas, realizamos a mesa redonda sobre os 16 Dias de Ativismo para falar das diversas violências que nós mulheres sofremos”, disse a republicana, que adiantou uma pauta para 2019, uma audiência pública para reforçar a luta da mulher. Professora Nilse se mostrou muito satisfeita com a fala de cada representatividade e destacou o sentimento de esperança e mudança que cada mulher trás consigo. Segundo ela, estar deputada eleita no atual cenário que o Brasil vive, não lhe amedronta e lembrou de onde vem a sua força de mulher. “Sou de uma família que não tem nenhum vínculo na política, minha mãe, como tantas, foi mãe e pai, e quando criança tive que assumir a responsabilidade de cuidar dos irmãos. Eu era filha mais velha, minha mãe precisava sair para trabalhar, então desde de cedo aprendi a ser responsável”, contou a futura deputada estadual.

Para finalizar, Professora Nilse agradeceu a todas e reforçou a importância de se levantar a bandeira da luta contra a violência. “Precisamos quebrar esse estigma e sensibilizar mais mulheres para a luta, para que elas possam se sentir de fato representadas, haja vista que a luta das mulheres pelo espaço na política é antiga, assim como sua participação na garantia da defesa dos projetos direcionados ao fortalecimento da politica pública por meio do parlamento”, concluiu a coordenadora estadual do PRB Mulher Pará.

Na oportunidade houve a entrega de uma carta contendo as diretrizes de compromisso do parlamento feminino no Pará, recebida pela Professora Nilse Pinheiro, única representante do parlamento feminino paraense na mesa, tendo também como sugestão a criação de um Fórum Suprapartidário que garanta o processo de discussão sobre o fortalecimento da participação da mulher na politica. .

O debate fez parte de uma ação conjunta ao Núcleo de Pesquisa e Extensão Acadêmica (Nupex) da Esmac em parceria com o Fórum de Enfrentamento à Violência contra a Mulher. Para descontrair o público o grupo de dança de idosas do Projeto Ideas se apresentou em ritmo do carimbó, e a cantora Mariza Black embalou os ouvintes com seu repertório da MPB.

Em todo o mundo, a Campanha tem início sempre no dia 25 de novembro, Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher e termina no dia 10 de dezembro, considerado Dia Internacional dos Direitos Humanos, passando pelo 6 de dezembro, que é o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres.

Texto e fotos: Rita Martins / Ascom – Professora Nilse
Edição: Agência PRB Nacional

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Rosangela Gomes (PRB-RJ):

E-mail (clique aqui)
ou
(61) 3215-5438

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Receba as novidades do PRB no seu e-mail

Boletim 10: enviado às segundas-feiras. Não enviamos spam.