Cabo Jhony Paixão destaca suas prioridades de mandato na Assembleia de Rondônia

Cabo Jhony Paixão destaca suas prioridades de mandato na Assembleia de Rondônia

Deputado estadual está em seu primeiro mandato e vê a prevenção como a melhor maneira de combater a violência

De origem humilde e um histórico de luta e dedicação pelas causas sociais, Jhony Pedro Paixão, mais conhecido como Cabo Jhony Paixão (PRB-RO), abriu mão de seu posto de policial militar para ingressar na política por acreditar que por meio dela pode contribuir mais pela população de Rondônia. 

Vereador eleito em 2016 pelo município de Ji-Paraná, o republicano foi considerado um dos mais atuantes parlamentares e o reconhecimento do seu trabalho o conduziu para a Assembleia Legislativa de Rondônia, sendo eleito em 2018 para seu primeiro mandato como deputado estadual com 12.891 votos, um dos mais votados do estado.

Em entrevista à Agência PRB Nacional, ele destacou algumas de suas prioridades no Legislativo, entre elas a saúde, o esporte, a mobilidade urbana e a assistência social.

ENTREVISTA

Agência PRB Nacional – Quem é Cabo Jhony Paixão e por que entrou na política?
Cabo Jhony Paixão – Sou um brasileiro que comecei a trabalhar para garantir o meu sustento aos 15 anos de idade, como servente de pedreiro. Em seguida office-boy e depois carvoeiro. Aos 20, ingressei na Polícia Militar de Rondônia, abri mão do sonho de ser policial militar para ingressar na política por acreditar que é possível fazer a diferença por meio dela. Vereador por dois anos em Ji-Paraná, fui eleito deputado estadual praticamente só por este município.

 

Agência PRB Nacional – Quais ações têm sido essenciais neste início de mandato?
Cabo Jhony Paixão – Temos três principais trabalhos hoje. Na educação, defendemos as escolas militarizadas, que hoje é clamor dos país. Com muito esforço, conseguimos levar o Colégio Tiradentes Unidade IV para o município de Ji-Paraná. Pretendemos também lutar pela ampliação das fábricas para produzir artefatos de cimento, como bloquetes, manilhas e blocos nos presídios de Rondônia, como isso, usa-se a mão de obra dos apenados para suprir as necessidades dos órgãos públicos do governo. Na saúde, Rondônia infelizmente sofre com dados elevados de câncer de estômago, mas temos a proposta para que seja feito um estudo para identificar o motivo de uma ocorrência tão elevada da doença no estado e assim podermos trabalhar de forma preventiva. Quanto ao esporte e à mobilidade, sou praticante de ciclismo e nossa proposta é para a implantação de ciclovias e ciclofaixas recorrendo a recursos que nos possibilita atuar em favor dos ciclistas.

 

Agência PRB Nacional – O senhor vem da carreira militar. Quais medidas na área de segurança pleiteia para o estado?
Cabo Jhony Paixão – Nossas propostas para a área da segurança são preventivas, como as escolas militares, guardas mirins, bombeiros mirins, projetos de Karatê e Jiu-jitsu. Existem muitas demandas na segurança, mas o meu foco é na prevenção. Precisamos abraçar e acolher as crianças antes que o traficante faça isso. Essa é minha proposta, uma bandeira de campanha que, em resumo, significa investir nas pessoas.

 

Agência PRB Nacional – Recentemente, o senhor esteve em Brasília para discutir o alto preço da energia elétrica no estado. Essa questão pode ser contornada? 
Cabo Jhony Paixão – O Estado de Rondônia é um grande provedor de energia no país, mas infelizmente não é tratado da forma como devia. Geramos em torno de 8% a 12% da energia nacional e utilizamos apenas 5% dessa energia, temos um contrato que não beneficia o estado. Acredito que os estados geradores de energia, como Rondônia, deveriam ter um tratamento diferenciado. Em 2017, houve uma estiagem muito grande e foi preciso usar as termoelétricas, mas mesmo com a estiagem, a hidrelétrica daqui teria total suporte para suprir as necessidades tanto do estado quanto de estados vizinhos mas, na época, fecharam as comportas e ligaram as termoelétricas. Então, o estado que não tem hidrelétrica é que faça uso da termoelétrica, nossa preocupação não é só com a conta que ficou da termoelétrica, mas com as contas que vão vir, pois outras estiagens virão. Se toda vez que isso acontecer tiver que passar a conta para o contribuinte não dá, tem conta que dobrou o valor. Hoje, a população de Rondônia tem que escolher entre ter um ar condicionado ligado ou comprar carne para sua mesa.É algo que tem assolado nossa população e tirado o sono de muitas pessoas. É uma preocupação nossa na Assembleia Legislativa para diminuir essa dívida contratual, que não é ilegal, mas é imoral.

 

Agência PRB Nacional – Por que hoje algumas unidades do Minha Casa Minha Vida têm sido um problema em alguns lugares?
Cabo Jhony Paixão – Um dos assuntos em discussão na Assembleia Legislativa de Rondônia diz respeito ao Minha Casa Minha Vida. O fato é que tem algumas pessoas que ganharam o empreendimento e não necessitavam. Agora, estão alugando os imóveis indevidamente. Outros estão abandonando as casas e muitas delas têm sido ocupadas por usuários de drogas. Diante disso, pessoas que precisam das suas casas, mas não têm segurança, estão deixando suas residências e voltando para o aluguel. Esse é um assunto sério e do qual estou concentrando esforços para obter uma solução.

 

Agência PRB Nacional – Como um parlamentar jovem e de origem simples, você representa bem a renovação política que os brasileiros têm buscado. É possível mudar a forma de fazer política?
Cabo Jhony Paixão – A população acreditou mais uma vez e as mudanças estão sendo feitas, aqui em Rondônia houve renovação. Dos 24 deputados estaduais, metade não estavam no mandato anterior, ou seja, temos 12 novos deputados que têm a missão de fazer a nova política. Cabe aos novos políticos trabalhar e dar o retorno da confiança que a população depositou nas urnas. Aqui em Rondônia todos acreditam nessa renovação.

 

Agência PRB Nacional – O que o povo de Rondônia pode esperar do seu mandato? 
Cabo Jhony Paixão – Quando fui eleito tive que abrir mão da Polícia Militar, que era o que eu sempre sonhei. Fiz um compromisso de que enquanto houver força, estarei lutando pela população, que pode esperar que eu seja um braço forte na Assembleia Legislativa, atuando a favor dos hospitais, de melhorias para as nossas ruas e muito mais. Fomos eleitos sem gastar nada, acreditamos que podemos retribuir toda a confiança dos rondonienses para fazermos uma nova política para que a população de Rondônia volte a sorrir. Podem confiar em nosso mandato, pois viemos de baixo e entendemos que a única coisa que temos de valor é o caráter e o nome. Então, essas duas coisas eu quero preservar. Contem conosco, nosso gabinete está de portas escancaradas para atender a todos.

Saiba mais sobre o Cabo Jhony Paixão 

Hábito: Ciclismo
Conquista: Ser eleito deputado estadual
Comida: Feijoada 
Livro: Bíblia 
O Brasil precisa de… muito trabalho, ordem e progresso
A política é… a arte do diálogo 

Por Agência PRB Nacional
Fotos: Cedidas

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

LEIA TODAS AS ENTREVISTAS DA SEMANA
REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Rosangela Gomes (PRB-RJ):

E-mail (clique aqui)
ou
(61) 3215-5438

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest

Receba as novidades do PRB no seu e-mail

Boletim 10: enviado às segundas-feiras. Não enviamos spam.