Em SP, Marcos Pereira convida empresários a trabalhar por reformas estruturais

Em SP, Marcos Pereira convida empresários a trabalhar por reformas estruturais

Durante cerca de duas horas, apresentou aos empresários do setor as ações do MDIC para promover melhorias no ambiente de negócios do país

 

Brasília (DF) – O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira (PRB), afirmou que somente com a parceria dos empresários será possível aprovar as reformas necessárias para destravar a economia. “Precisamos parar com o nós e eles, a divisão capital e trabalho, juntos ajudar o país a crescer. Precisamos do apoio, do empenho e da cobrança dos senhores. Levem as demandas do setor produtivo também aos demais ministros e ao próprio presidente Temer”, disse. Marcos Pereira participou hoje (08), como palestrante, da sessão plenária conjunta da Associação Comercial de São Paulo.

Durante cerca de duas horas, apresentou aos empresários do setor as ações do MDIC para promover melhorias no ambiente de negócios do país. O ministro destacou o momento desafiador pelo qual passa a economia nacional.

Ao analisar o contexto atual, Marcos Pereira apontou que os principais índices que medem os resultados da economia permanecem negativos, embora já apresentem sinais de melhora em relação ao ano de 2015. É o caso da produção industrial, que apresentou forte queda este ano, mas menos intensa que em 2015. De janeiro a abril de 2016, o recuo foi de 10,5% na indústria geral.

O Produto Interno Bruto (PIB) variou -0,3% no primeiro trimestre de 2016, em relação ao trimestre imediatamente anterior. O arrefecimento da economia brasileira também pode ser sentido pelos números do mercado formal de trabalho. Em 2016, o setor de Comércio apresentou saldo negativo de 227.867 empregos. Já o setor de serviços teve recuo de 84.881 vagas.

Apesar dos resultados negativos, as expectativas para o futuro começam a melhorar. O Índice de Confiança do Comércio (ICOM), da Fundação Getúlio Vargas, avançou 2,8 pontos entre maio e junho de 2016, ao passar de 70,9 para 73,7 pontos, o maior nível desde maio de 2015 (75,3).

Reformas e desenvolvimento

Marcos Pereira destacou o compromisso do MDIC com as reformas essenciais ao desenvolvimento do país, o que, segundo o ministro, coloca a pasta como peça-chave para fortalecer a atuação do governo. O ministro explicou aos empresários que as ações do ministério estão divididas em quatro eixos: Comércio e Serviços, Competitividade e Desenvolvimento Industrial, Comércio Exterior; e Inovação e Novos Negócios.

Comércio e Serviços

Em articulação com o setor, o ministério tem encaminhado os temas prioritários para o comércio, com foco na melhoria do ambiente de negócios. Na pauta do MDIC estão demandas como a desburocratização e a simplificação de normas, modernização das relações trabalhistas, além de programas de qualificação da gestão e capacitação de mão de obra, entre outros temas. São três as principais questões em debate: novas formas de contratação de mão de obra, a terceirização do trabalho e o fortalecimento de acordos coletivos.

Marcos Pereira detalhou, ainda, projetos desenvolvidos em parceria com os Ministérios da Fazenda e do Trabalho. É o caso da nota fiscal de serviços eletrônica, que propõe a integração das administrações tributárias, para facilitar o pagamento e a fiscalização do recolhimento de impostos.

Também está em discussão a estrutura de tributação da contribuição para PIS/PASEP e da Cofins. Em outra linha, o MDIC trabalha para rever normas relacionadas aos riscos ambientais de trabalho e de fator de prevenção (RAT/FAP).

Há, ainda, ações voltadas ao segmento de Comércio e Serviços, em curso, como a revisão da Nomenclatura Brasileira de Serviços, Intangíveis e outras Operações (NBS). Uniformizado, o classificador nacional permitirá aumento de competitividade, e melhor foco na elaboração e avaliação de políticas públicas.

Aproximação com a China

O ministro também destacou uma atuação conjunta entre os setores público e privado, como uma das linhas gerais e ação do MDIC. Por meio do Fórum de Alavancagem do Comércio Exterior de Serviços, o ministério busca identificar mercados prioritários para promoção comercial e gerar informações estratégicas de inteligência comercial.

Marcos Pereira disse que, no próximo mês, Brasil e China devem assinar um Memorando de Entendimento no setor de serviços, durante missão do MDIC ao país. O ato é resultado de uma demanda do setor privado brasileiro.

Competitividade industrial

O Ministério tem propostas de iniciativas em pelo menos quatro áreas que interessam imediatamente ao setor produtivo: produtividade, investimento, redução de custos; e desburocratização. Entre as ações para ampliar a produtividade, o ministro destacou o Programa Brasil Mais Produtivo, resultado de uma parceria entre MDIC, CNI/SENAI, Apex-Brasil e ABDI, com apoio do BNDES e Sebrae. Em todo o Brasil, a meta é beneficiar 3 mil empresas. Até o final de julho, havia 2.004 inscritas no programa.

Marcos Pereira também defendeu que a solução para alguns impasses da economia virá pelo aumento dos investimentos. Por isso, está em discussão uma agenda de facilitação a atração de investimentos. O ministro ainda afirmou que aos empresários do comércio paulista que a desburocratização precisa sair dos discursos para a prática. “Muitas das travas do setor produtivo estão relacionadas a normas, regulamentações e outras instruções infralegais, ou seja, que não dependem de aprovação do Congresso Nacional. E um dos principais exemplos é a NR-12”, disse.

Comércio Exterior

O governo brasileiro tem desenvolvido um conjunto de ações para a maior inserção do País em mercados internacionais. A estratégia implica o fortalecimento de relações comerciais com parceiros tradicionais e não tradicionais. Na prática, o governo tem buscada a conclusão de acordos nos planos bilateral, regional e multilateral e o avanço de negociações em áreas como bens, serviços, facilitação de comércio, regulamentos técnicos e compras governamentais.

A meta do MDIC é avançar nas negociações do acordo entre Mercosul e União Europeia, o principal parceiro comercial do bloco sul-americano, respondendo por 20% do comércio total. O fortalecimento da agenda bilateral com os Estados Unidos também é um dos objetivos, os norte-americanos são o segundo maior parceiro comercial do Brasil. O país é considerado prioritário para o governo brasileiro, assim como os países sul-americanos da Bacia do Pacífico e a União Europeia.

Portal Único de Comércio Exterior

O ministro destacou em sua palestra uma das principais iniciativas para simplificar as exportações brasileiras. Trata-se do Portal Único de Comércio Exterior, que representa a reformulação dos processos de exportação e importação e trânsito aduaneiro. Com a conclusão do Portal, prevista para 2017, a expectativa é reduzir em 40% os prazos médios de exportação (13 para 8 dias) e importação (17 para 10 dias).

Inovação e novos negócios

Em outro eixo, o MDIC avança na promoção de novos negócios e inovação no mercado, com propostas como a reestruturação do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) e de todo o sistema de propriedade industrial. Além de contratar pessoal e reter examinadores treinados, o plano de renovação do sistema inclui a revisão de processos e a instalação de um novo parque tecnológico.

Texto e fotos: Ascom – MDIC

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU EMAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest