“Brasil Mais Produtivo tem quase 100% das vagas preenchidas em SC”, informa ministro

"Brasil Mais Produtivo tem quase 100% das vagas preenchidas em SC", informa ministro

Ministro Marcos Pereira (PRB), lançou, em Florianópolis (SC), o Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE) e o programa Brasil Mais Produtivo

Florianópolis (SC) – Com mais de 19 mil empresas com perfil para exportação, o Estado de Santa Catarina tem, desde ontem (6), grande incentivo à ampliação da entrada da produção local no mercado internacional. O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira (PRB), lançou, em Florianópolis (SC), o Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE) e o programa Brasil Mais Produtivo. As ações são voltadas à melhoria dos processos produtivos das empresas, de forma que possam aumentar a base de exportações, incluindo novas empresas e setores.

“Os números da indústria brasileira não foram favoráveis nos últimos meses. Embora já se percebam sinais de recuperação, tem sido um grande desafio para o governo e para o setor encontrar novos caminhos de desenvolvimento em tempos de ajuste fiscal e crédito reduzido. Para que a indústria se mantenha protagonista na retomada do crescimento do Brasil, em vista de sua força e dinamismo, entendemos que é preciso melhorar sua competitividade e produtividade”, disse Marcos Pereira.

O ministro destacou os resultados do programa Brasil Mais Produtivo, que vai atender três mil empresas em todo o país, e as ações do PNCE. “Esse Plano tem o importante papel de ampliar a cultura exportadora nas empresas brasileiras. E o governo do presidente Michel Temer está empenhado em melhorar o ambiente de negócios”, disse.

O lançamento ocorreu na sede da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), seguido de palestras técnicas e cadastramento das empresas interessadas em participar das ações.

Glauco José Côrte, presidente da Fiesc, lembrou que, em termos setoriais, as exportações do estado foram relativamente concentradas nos setores agroalimentar, de móveis e madeiras, energia e bens de capital, que responderam por cerca de 70% do total. “Recentemente lançamos a publicação ‘Análise do Comércio Internacional Catarinense’ que aborda importantes questões que têm influenciado o desempenho das nossas empresas no mercado mundial”.

O documento, segundo Côrte, também aponta que 80% das empresas catarinenses que exportam demonstraram o interesse de buscar novos mercados. O presidente da Fiesc destacou ainda iniciativas que proporcionam condições para que micro e pequenas empresas do estado atuem no mercado externo.

Côrte avaliou como positiva a atuação do MDIC, por meio do Plano Nacional da Cultura Exportadora que, juntamente com parceiros, organiza uma agenda de ações de capacitação para as empresas aumentarem a atuação nos mais diversos mercados do mundo.

Sobre o programa Brasil Mais Produtivo, Côrte disse que um fator essencial para que o Brasil tenha um crescimento sustentável é o investimento em produtividade. “Elevar a produtividade das indústrias e da economia é a única forma sustentável de retomarmos o crescimento”, avaliou.

O evento também contou com a participação do vice-governador de Santa Catarina, Eduardo Moreira.

Incentivo à Cultura Exportadora

O Estado de Santa Catarina apresenta grande potencial de exportação em vários setores produtivos industriais: vestuário e acessórios, produtos de metal, alimentos, produtos de madeira, móveis, entre outros.

Mesmo assim, de janeiro a setembro deste ano, as exportações do estado diminuíram 5% em relação ao mesmo período do ano anterior, passando de US$ 5,94 milhões para US$ 5,64 milhões. A participação de SC caiu de 4,1% para 4% no cenário nacional, posicionando-se como o 8º exportador do Brasil no acumulado do ano. Em relação à região Sul, a indústria catarinense figura como o 3º exportador, com participação registrada no período de 18,8%.

Nos nove primeiros meses deste ano, 2.221 empresas brasileiras realizaram exportações de Santa Catarina, um aumento de 19% na comparação com igual período de 2015.

O PNCE tem o objetivo de aumentar o número de empresas catarinenses que operam no comércio exterior e incentivar o aumento das exportações de produtos e serviços de Santa Catarina. As empresas contarão com ferramentas de treinamento, capacitação, consultoria para adequação de produtos, e identificação de mercados.

O Plano é desenvolvido em cinco etapas – sensibilização, inteligência comercial, adequação de produtos e processos, promoção comercial e comercialização. Além disso, conta com três temas transversais para o direcionamento das empresas: financiamento, qualificação e gestão.

Santa Catarina é o 20º Estado a receber a nova metodologia do PNCE. O Comitê Gestor do PNCE no estado já está em operação e é composto por: Fiesc, Sebrae, Governo do Estado de Santa Catarina, Correios e Banco do Brasil. O Comitê será responsável por planejar e executar as ações de apoio, assim como monitorar a performance do programa com as empresas locais.

Brasil Mais Produtivo

O programa é uma ação focada na melhoria do processo produtivo e tem como objetivo aumentar em pelo menos 20% a produtividade das empresas participantes, que recebem capacitação técnica e podem obter ganhos expressivos de produtividade, inclusive redução no custo de produção.

O foco do programa Brasil Mais Produtivo é a redução de sete tipos de desperdícios mais comuns no processo produtivo: superprodução, tempo de espera, transporte, excesso de processamento, inventário, movimento e defeitos. O Brasil Mais Produtivo vai atender, em todo o país, três mil pequenas e médias indústrias dos setores de alimentos e bebidas, vestuário e calçados, metalomecânico e moveleiro.

No Estado de Santa Catarina serão atendidos 280 empreendimentos. A partir do critério de priorização de impacto local, foram definidos os APLs dos quatro setores: Moveleiro, no APL de Madeira e Móveis de São Bento do Sul e Região; Confecções e Calçados, no APL Confecção de Blumenau e no APL de Calçados de São João Batista; Alimentos e Bebidas, no APL de Suinocultura de Concórdia e Chapecó e no APL de Malacocultura da Grande Florianópolis; e Metalmecânico, no APL Metalmecânico do Norte Catarinense.

Texto e foto: Ascom – MDIC

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU EMAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest