Tia Ju debate valorização e cumprimento do Estatuto do Idoso em audiência na Alerj

Tia Ju debate valorização e cumprimento do Estatuto do Idoso em audiência na Alerj

Debate sobre a valorização do idoso e o cumprimento da Lei nº 10.741/2003, será realizado nesta terça-feira (11), às 13h, no auditório Nelson Carneiro.

 

Rio de Janeiro (RJ) – A Comissão de Assuntos da Criança, do Adolescente e do Idoso da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, promoverá nesta terça-feira (11) audiência pública sobre a valorização do idoso e o cumprimento da Lei nº 10.741/2003 (Estatuto do Idoso). O debate está marcado para às 13h, no auditório Nelson Carneiro.

A presidente do colegiado, deputada estadual Tia Ju (PRB-RJ), destaca que é necessário conscientizar a sociedade sobre os direitos da pessoa idosa. “Para garantir o envelhecimento da população de forma saudável e tranquila, com dignidade, sem temor, opressão ou tristeza, precisamos trabalhar intensamente na prevenção da violência, na identificação e no encaminhamento correto dos casos e no cumprimento da lei. A audiência pública servirá para debatermos e analisar as políticas públicas para o segmento, além de avaliar o cumprimento do Estatuto”, disse a parlamentar do PRB.

Tia Ju afirma que o desafio de cuidar dos idosos não é só do Estado, mas de toda a sociedade civil. Segundo ela, as pessoas precisam tomar consciência desse processo. “As pessoas não estão se preparando psicologicamente para compreender e assumir o envelhecimento. Existe uma negação, e as pessoas querem continuar jovens. Com isso, é muito mais difícil definirmos o perfil do que será o espaço mais adequado para que possamos ter essa convivência”, explicou.

Segundo dados do Disque 100, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, em 2014, foram registrados 27.178 denúncias de abusos contra a pessoa idosa. As mais recorrentes são de negligência, 20.741 denúncias (76,32%), violência psicológica, 14.788 (54,41%), abuso financeiro e econômico, 10.523 (38,72%), violência física, 7.417 (27,29%) e violência sexual, 201 denúncias (0,74%). Entre as violências menos denunciadas estão à violência institucional, discriminação, outras violações ligadas a direitos humanos, trabalho escravo e torturas. O levantamento mostra, ainda, que 76,48% das violações denunciadas são cometidas no âmbito familiar, e em 51,55% dos casos denunciados, os próprios filhos são os suspeitos das agressões.

Texto: Edir Lima / Ascom deputada estadual Tia Ju
Edição: Agência PRB Nacional de Notícias

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest