Tia Eron quer atenção especial às marisqueiras

Tia Eron quer atenção especial às marisqueiras

Proposta apresentada por Tia Eron beneficia mulheres que realizam artesanalmente atividade contínua em manguezais.

 

Brasília (DF) – A deputada federal Tia Eron (PRB-BA) apresentou o Projeto de Lei (1710/2015) que define como responsabilidade do Poder Público o apoio a realização das atividades desenvolvidas pelas marisqueiras – nome dado às mulheres que realizam artesanalmente atividade contínua em manguezais, de forma autônoma ou em regime de economia familiar para o sustento próprio ou comercialização de parte da produção.

“Essas mulheres chegam a sustentar famílias ao desempenharem uma atividade de suma importância para o país, o problema é que não são valorizadas como merecem”, relatou a republicana.

O objetivo de Tia Eron é que seja estimulada a criação de cooperativas ou associações visando incentivar o desenvolvimento da atividade. Além disso, em casos de desastre ambiental, provocado ou não pela ação do homem nas áreas de manguezal, essas mulheres tenham prioridade no recebimento de indenização.

O projeto também garante as trabalhadoras linhas de crédito especiais para aplicação na atividade, prioridade na construção de creches para atendimento aos seus filhos, aquisição de equipamentos de proteção para a prática do trabalho,  ações de promoção a saúde com avaliação de riscos ocupacionais, além de capacitar a mão de obra por meio de cursos profissionalizantes.

As associações e cooperativas de marisqueiras serão incentivadas e estimuladas, pelo poder público, a usar de forma gratuita os Terminais Pesqueiros Públicos-TPP’s, os Centros Integrados de Pesca Artesanal-CIPAR’s, as Unidades de Beneficiamento de Pescado, as Fábricas de Gelo e Câmaras Frigoríficos dentre outros equipamentos.

Tia Eron relata que não existem políticas públicas de apoio ao segmento. “Temos cerca de 835 mil pescadores artesanais cadastrados e essa atividade é feita, geralmente, em regime de economia familiar”, acrescenta.

Um estudo da Universidade Federal da Bahia (UFBA) revela que as marisqueiras recebem cerca de R$ 80 por semana, sendo que a maioria delas não tem acesso a escola e vivem em situação de extrema vulnerabilidade social.

Texto: Ascom – deputada federal Tia Eron
Foto: Douglas Gomes

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para o vereador Atílio Francisco (PRB-SP)

atiliofrancisco@camara.sp.gov.br
(11) 3396-4434

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest