Projeto obriga estabelecimentos a tornarem público telefone de autoridades sanitárias

Projeto obriga estabelecimentos a tornarem público telefone de autoridades sanitárias

Proposta de Lincoln Portela servirá como um facilitador na proteção ao consumidor e na redução dos riscos sanitários

 

Brasília (DF) – A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei nº 5159/2016, de autoria do deputado federal Lincoln Portela (PRB-MG), que obriga estabelecimentos sujeitos a vigilância sanitária a fixarem, em local visível ao público, o número telefônico da autoridade sanitária.

Para o deputado, produtos submetidos à vigilância sanitária geralmente apresentam riscos à saúde de seus consumidores. Medicamentos e alimentos são os mais lembrados nesse sentido, por serem responsáveis por grande parte do consumo das famílias e respondem por muitos agravos. “Existem muitas situações que o consumidor assiste, como por exemplo, as péssimas condições de higiene que podem ser encontradas em lanchonetes, restaurantes e estabelecimentos similares, que podem demonstrar a possibilidade de maiores riscos sanitários nos produtos colocados à venda”, alerta Portela.

Outras características que podem demonstrar ausência de boas práticas de produção, armazenamento e manipulação é a presença de muitos insetos, produtos em estágios variados de deterioração, instalações e utensílios sujos, engordurados, entre outras falhas.

Segundo Portela, em muitas situações, o consumidor pode desejar comunicar irregularidades às autoridades responsáveis pela fiscalização sanitária, mas em face do desconhecimento sobre como contatar o agente de controle, acaba desistindo da denúncia, por isso a importância do contato visível do órgão fiscalizador.

Um exemplo que deu muito certo no país, segundo o deputado do PRB é a divulgação do telefone do Procon pelos estabelecimentos comerciais. O fornecimento do número, em local visível, busca facilitar a comunicação do consumidor com um órgão de sua defesa nas relações de consumo, além de conferir maior proteção ao cliente e inibir ações abusivas e lesivas por parte dos comerciantes. “Entendo que tal exemplo, em especial o sucesso dessa iniciativa, pode servir para fundamentar ação similar com as autoridades sanitárias fiscalizatórias. O desconhecimento sobre como contatá-las não será mais razão de desestímulo às denúncias e servirá como um facilitador na proteção ao consumidor e na redução dos riscos sanitários”, concluiu o deputado.

Texto: Edjalma Borges / Ascom – Liderança do PRB
Foto: Cedida

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU EMAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest