Márcio Marinho fala da luta contra a Discriminação Racial

Márcio Marinho fala da luta contra a Discriminação Racial

O deputado lembrou que a Organização das Nações Unidas instituiu a data de 21 de março como sendo o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial.

 

Brasília (DF) –Em discurso proferido na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (26), o deputado republicano Márcio Marinho (PRB-BA) listou todos os esforços para a criação de leis e a luta de diversos movimentos de combate ao racismo. De acordo com o parlamentar, houve avanços consideráveis em diversas áreas, mas ainda falta consciência negra para muitos no Brasil.

“A diversidade é um ingrediente de riqueza em nosso país e no mundo. Infelizmente, ainda nos deparamos com histórias como a de Ariana Reis, jovem negra e moradora de um bairro humilde de Salvador, que concluiu o curso de Medicina, e constantemente é confundida com profissional de limpeza do hospital em que trabalha, mesmo possuindo o distintivo de MÉDICA escrito em seu jaleco”, lamentou o parlamentar.

O deputado lembrou que a Organização das Nações Unidas instituiu a data de 21 de março como sendo o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial, e afirmou que o problema é de discriminação racial e não social, como muitos pensam. “Defendo as cotas raciais e comemorei, na noite de hoje, a aprovação do PL 6.738/2013, que reserva 20% das vagas para negros em concursos públicos. Sou deputado federal e fui discriminado no elevador desta Casa. Sabemos que somos iguais, mas quando vou a um restaurante com minha família, já fui surpreendido do lado de fora, enquanto aguardava meu carro, por uma mão branca que me entregou as chaves do carro pensando que eu era o manobrista”, comentou.

Na avaliação do deputado, ainda que não exista segregação racial de forma institucionalizada, ela apresenta-se muitas vezes de forma subliminar e assim perpassa a sociedade brasileira. “Se finca em espaços físicos e mentais quando delimita um hábito sobre qual cor de pessoas normalmente frequentam este ou aquele lugar. Basta notar o olhar surpreso ao redor quando este código tácito é ‘quebrado’. Finalizo meu discurso com a letra de uma música popular de Salvador, cantada pelo grupo Psirico: ‘Rapaz se olhe no espelho, repare o cabelo, compare o nariz. Sua origem é África, mesmo que não queira, todo mundo diz… Se assuma, ser negão é massa, se assuma, ser negão é raça!”.

Texto: Mônica Donato / Ascom – Liderança do PRB, com informações de Jamile Cerqueira / Ascom – deputado federal Márcio Marinho
Fotos: Douglas Gomes

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest