Jhonatan de Jesus questiona presidente do BNY em reunião da CPI dos Fundos de Pensão

jhonatan-de-jesus-prb-foto-douglas-gomes-02-10-15

Jhonatan de Jesus questionou o nome do responsável pelas negociações para a contratação do BNY Mellon para gerir os recursos do Postalis.

 

Brasília (DF) – A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Fundos de Pensão realizou, na última terça-feira (29), audiência pública para ouvir o depoimento do presidente para a América Latina do Banco BNY Mellon, Eduardo Adriano Koelle. A instituição financeira é responsável pelo Postalis, fundo de pensão dos servidores dos Correios. O presidente foi convocado para explicar a má administração do banco com os recursos do fundo, que pode ir à falência devido ao rombo bilionário.

Jhonatan de Jesus (PRB-RR) questionou o nome do responsável pelas negociações para a contratação do BNY Mellon para gerir os recursos do Postalis. “Como o Postalis é um dos poucos fundos de pensão que terceirizam a administração de suas aplicações, é preciso saber quem tomou essa decisão de colocar essa empresa para gerir parte dos recursos do fundo. Saber quem tratou das negociações pode esclarecer algumas questões para nós parlamentares da CPI”, explicou Jhonatan.

Em depoimento, o presidente Eduardo Koelle reconheceu ter havido fraude em compras de papéis estrangeiros com recursos do Postalis administrados pelo BNY, mas também afirmou que o banco não tem responsabilidade sobre o caso. Segundo Koelle, uma investigação interna do BNY apontou que a culpada foi a empresa Asset Management, gestora do fundo de investimento.

Na avaliação do deputado Jhonatan, o administrador do fundo, nesse caso o BNY, também tem responsabilidade sobre as ações, já que é ele quem contrata o gestor. “O BNY deve responder solidariamente perante a justiça sobre as fraudes encontradas na gestão dos recursos do Postalis. A justiça do Rio de Janeiro já entendeu dessa forma, tanto que determinou o boqueio de bens do banco, para ressarcir o Postalis, caso seja condenado”, afirmou.

Para o republicano, o presidente Eduardo Koelle não respondeu diretamente a todos os questionamentos, mas por reconhecer que houve perdas do Postalis, deixou claro que o banco também tem responsabilidade na gestão fraudulenta dos recursos e deve responder por isso.

De acordo com os servidores dos Correios, presentes na reunião da CPI, o prejuízo do Postalis chega a ultrapassar os R$ 6 bilhões.

 

Texto: Ana Larissa Albuquerque / Ascom – deputado federal Jhonatan de Jesus
Foto: Douglas Gomes

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU EMAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest