Halum é contra obrigação do uso de simulador de direção em autoescolas

Halum é contra obrigação do uso de simulador de direção em autoescolas

O republicano lembrou que a normativa prejudica principalmente as autoescolas com menor fluxo de alunos.

 

Brasília (DF) – O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (11), por 321 votos a 4, o regime de urgência para o Projeto de Decreto Legislativo 1263/13, do deputado Marcelo Almeida (PMDB-PR), que susta os efeitos da Resolução 444/13, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a qual determina o uso de simuladores de direção pelas escolas de formação de motoristas.

O projeto será votado semana que vem e tem a articulação para aprovação encabeçada pelo vice-líder do PRB na Câmara, deputado federal César Halum. Para Halum, além de os simuladores não terem tido sua eficácia comprovada quanto à redução do número de acidentes de trânsito, a simples adoção do equipamento envolve alterações na estrutura física das autoescolas e em aumento de custos de operação, onde autoescolas de menor porte ou de cidades pequenas teriam dificuldades para obedecer à normativa.

“Deixar a resolução do Contran válida é um balde de água fria tanto nas autoescolas como nos consumidores que sofrerão a transferência desse investimento, que hoje custa em torno de 40 mil reais, e ainda deve ser pago um royaltie mensal de 2.600.”, explicou o deputado.

César Halum asseverou ao dizer que certamente alguma empresa estará se beneficiando com a obrigatoriedade do uso de simuladores. “Até agora, o Contran homologou somente uma empresa para a venda do simulador. Não é no mínimo estranho? Até parece que jogar videogame vai ajudar a ensinar alguém a dirigir. O que deve ser melhorado é a preparação dos examinadores do Dentran, pois eles sim têm a responsabilidade da fiscalização e avaliação dos aprendizes.”, disse.

O republicano lembrou que a normativa prejudica principalmente as autoescolas com menor fluxo de alunos. “Nos grandes centros uma autoescola chega a ter 1000 alunos por mês, no Tocantins não chega a 100, por isso é inadmissível assumir a mesma despesa. Querem tratar de forma Igual àqueles que são desiguais. Isso é uma maneira de enriquecer alguns poucos e certamente serão amigos do “Rei”. Vamos derrubar essa exploração. Uma carteira de motorista no Tocantins passaria a custar próximo de 2.000, um absurdo. Muitas pessoas que precisam da carteira para trabalhar de motorista, não tem como pagar esse preço”, conclui Halum.

Texto: Vinícius Rocha / Ascom – deputado federal César Halum
Foto: Douglas Gomes

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal, Rosangela Gomes (PRB-RJ)

E-mail (clique aqui)
ou
(61) 3215-5438

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest

Quer fazer um
Curso de Política GRATUITO?

Preencha para receber seu acesso ao curso!