Halum defende isenção de impostos e venda fracionada para medicamentos

Halum defende isenção de impostos e venda fracionada para medicamentos

“Na maioria dos países de primeiro mundo os remédios são isentos de tributos. Medicamentos salvam vidas”, destacou.

 

Brasília (DF) – O deputado César Halum (PRB-TO), cobrou nesta quinta-feira (24), a isenção de tributos sobre os medicamentos, e solicitou à presidência da Câmara a apreciação da PEC 301/13, que extingue os impostos sobre esses produtos e os insumos utilizados na produção e comercialização. “A gente observa o governo desonerar vários setores da economia, por exemplo, isentar fábricas de automóveis para colocar mais carros nas ruas, mas não vemos a boa vontade para isentar de tributos os medicamentos. Na maioria dos países de primeiro mundo os remédios são isentos de tributos. Medicamentos salvam vidas”, destacou.

O republicano que é membro da Comissão Especial, da Câmara, para a desoneração de medicamentos, encomendou um levantamento à Receita Federal sobre o total de recursos arrecadados pela União com medicamentos. Só em 2010, mais de R$ 3,3 bilhões foram recolhidos em taxas como o IRPF (Imposto de Renda de Pessoas Física), Cofins (Contribuição para a Seguridade Social), Imposto sobre a Importação e CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido).

O objetivo, segundo ele, é ampliar o acesso da população a esses produtos. “Dessa forma, todo e qualquer brasileiro que necessitar fazer uso de medicamentos poderá adquiri-lo por um preço infinitamente menor do que os praticados atualmente”, explicou o deputado.

Para Halum, o corte dos impostos faria pouca diferença no Orçamento da União. O valor vindo dos medicamentos representa 0,16% do total arrecadado. “Já existe o controle de preços sobre medicamentos. A tributação deve ser aplicada aos produtos supérfluos, não sobre os que lidam com a saúde, com a vida das pessoas. Ninguém compra remédio porque quer, mas sim porque precisa. Há famílias que gastam mais de R$ 2 mil por mês com remédios de uso continuo. Isso é um absurdo”, afirmou o deputado.

A matéria, que tramita de forma especial, foi apensada à PEC 491/2010 e está sujeita à apreciação do Plenário.

 

Texto e foto: Ascom – deputado federal César Halum

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU EMAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest