Em discurso no Senado, Eduardo Lopes fala sobre “candidato de aluguel”

Eduardo Lopes fala sobre candidato de aluguel

“Acontece que não foi previsto no curso dessa deliberação e que também agora se manifesta como absolutamente indesejado. Ou seja, eu me refiro agora ao chamado candidato de aluguel”, disse

Brasília (DF) – O senador Eduardo Lopes (PRB-RJ) afirmou, nesta terça-feira (20), em Plenário, que é preciso rever alguns pontos da Lei nº 12.891, de 2013, a chamada Minirreforma Eleitoral de 2013. Lopes iniciou seu discurso, falando que embora o ponto mais polêmico tenha sido o do financiamento empresarial de campanhas eleitorais por partidos políticos, outros permearam as exaustivas deliberações, entre os quais destacou a substituição de candidatos nas eleições majoritárias e proporcionais. “A lei acabou por definir prazo limite para a substituição de candidaturas a cargos majoritários, algo que, até então, não havia na legislação eleitoral. Isso ocorreu em razão de casos emblemáticos, como os ocorridos no Estado de São Paulo (em 2008, Cajamar; Peruíbe, em 2012; e Paulínia também), com a substituição de candidatos realizada na véspera da eleição”, destacou.

Com o advento da Lei, o prazo para essa substituição passou a ser de até 20 dias antes da realização das eleições, o que neste ano aconteceu, então, até o dia 12 de setembro, tanto na majoritária, como também na proporcional. “Tudo isso serviu para que se pudesse dar ampla divulgação ao eleitor sobre a mudança e substituição de determinado candidato, permitindo-lhe que vote conscientemente naquele que está com sua candidatura válida e registrada pela Justiça”, disse o senador em seu pronunciamento.

Porém Lopes chama a atenção para um fato: “Acontece que não foi previsto no curso dessa deliberação e que também agora se manifesta como absolutamente indesejado. Ou seja, eu me refiro agora ao chamado candidato de aluguel. Porque se fala tanto em partido de aluguel, e agora nós temos o candidato de aluguel propriamente dito”, alerta o senador, que fala sobre o caso ocorrido no município de Macaé. “Se um candidato a vice-prefeito na chapa renuncia à sua candidatura, ele prejudica a candidatura do prefeito, não podendo ser assim feita a substituição. Estou dizendo isso porque aconteceu conosco na cidade de Macaé. O PRB tem o seu candidato a prefeito, o Igor Sardinha, tendo como vice o vereador Amaro, que até o dia 12 caminhou com o nosso candidato a prefeito. Mas no dia 15 ele, alegando razões particulares, que eu desconheço quais sejam, renunciou à sua candidatura. Dentro da lei, a candidatura a prefeito do Igor Sardinha está prejudicada. O seu registro de candidatura pode ser cancelado e ele pode não disputar a eleição”, enfatizou o senador.

Segundo Lopes, qualquer candidato alegando razões particulares pode desistir da candidatura e fez ainda um alerta sobre a proporcionalidade. “Se uma mulher renunciar à sua candidatura depois do dia 12, a chapa também vai sofrer consequências. Porque candidatura de homens também serão anuladas por causa da proporcionalidade, vai infringir a proporcionalidade”, disse.

“Vamos entrar com o nosso processo no TRE de Macaé. E creio que vai chegar até ao TSE. Creio que não só em Macaé isso pode estar acontecendo, como também em outros lugares. Não poderia me eximir deste discurso, deste pronunciamento à Nação brasileira. Então, eu quero contar com a Justiça brasileira. Acredito na Justiça, porque não posso, em nome de interesses particulares que desconheço, colocar em risco uma candidatura do partido, que vinha crescendo, e que mostra que o fato é exatamente por isto: o poder econômico querendo prevalecer, mais uma vez, nas eleições”, finalizou o senador Eduardo Lopes.

Texto: Junior Laurindo / Ascom – senador Eduardo Lopes
Foto: Waldemir Barreto / Agência Senado

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU EMAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest