Deputados do PRB do Amapá protocolam denúncia no ministério público contra mineradora

Deputados do PRB do Amapá protocolam denúncia no ministério público contra mineradora

Mineradora é acusada de atrasar pagamento de salários dos funcionários, encargos sociais e acumular uma dívida milionária com fornecedores e terceirizados

Macapá (AP) – Parlamentares que integram a Comissão de Indústria, Comércio e Energia da Assembleia Legislativa do Amapá protocolaram na última segunda-feira (04), no Ministério Público do Trabalho (MPT), denúncia contra a mineradora Zamin Ferrous. Os deputados já haviam tomado o depoimento de funcionários, ex-funcionários e também dirigentes da empresa, que está sendo acusada de atrasar não apenas pagamento de salários como também de encargos sociais e até acumulando uma dívida milionária com fornecedores e terceirizados.

Estiveram presentes ao prédio do MPT em Macapá, os deputados Roseli Matos (DEM), que preside a Comissão, além dos demais integrantes do colegiado, Jory Oeiras (PRB-AP), Charles Marques (PSDC) e Pastor Oliveira (PRB-AP). Eles encaminharam o documento ao coordenador do Ministério Público do Trabalho, o procurador Rafael Mondego Figueiredo.

A deputada Roseli Matos explicou que a Comissão realizou várias diligências visando não apenas levantar o maior número de informações a respeito da crise que se abateu sobre os negócios da Zamin, como também de buscar encaminhamentos. “Mas chegamos a um ponto que não identificamos boa vontade por parte da empresa em minimizar o sofrimento dos seus colaboradores, que estão há meses sem receber seus salários”, disse ela.

deputados-ap-denunciam-mineradora-zamim-05-05-15-foto-ascomJá o deputado Jory Oeiras (PRB-AP) lembrou que não é só Santana – onde fica a sede da Zamin – que sofre com o desaquecimento da economia. “Todos os municípios cortados pela Estrada de Ferro do Amapá, como Porto Grande, Pedra Branca do Amapari e Serra do Navio estão sentindo a recessão provocada pela paralisação das atividades da empresa. Estamos fazendo a nossa parte e encaminhando o que foi levantado para que as autoridades competentes possam adotar medidas de sua alçada”, disse Oeiras.

Pastor Oliveira (PRB-AP) disse que a crise na mineração começou no dia 28 de março de 2013, com o desmoronamento do porto no município de Santana. Na época, era a Anglo Ferrous quem administrava o terminal, mas já vinha negociando a venda para a Zamin. Ele diz que a transação se consolidou, mas a reparação dos danos ao porto foi interrompida. “A Zamin, antes da crise, tinha em seu quadro 690 funcionários, sendo que 400 deles já foram demitidos e grande parte desses ainda não receberam sequer as verbas rescisórias”, aponta o deputado republicano.

Após protocolarem a denúncia ao MPT, os deputados entregaram cópia de toda a documentação a uma comissão de empregados da Zamin Ferrous, representada pelo funcionário Sansão Souza, que disse na ocasião ser um passo importante para que se encontre uma solução o mais rápido possível para o impasse.

Texto e foto: Decom / ALAP 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para o deputado Sérgio Reis (PRB-SP)

dep.sergioreis@camara.leg.br
ou (61) 3215.5213

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest