Combate ao tráfico de pessoas: Ronaldo Martins é sub-relator da matéria na Comissão de Segurança Pública

Combate ao tráfico de pessoas: Ronaldo Martins é sub-relator da matéria na Comissão de Segurança Pública

Republicano alerta que o tráfico de seres humanos tem crescido assustadoramente nos últimos anos e movimentado bilhões de reais

Brasília (DF) – Foi instalada no último dia 09 de abril, na Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados uma Subcomissão Permanente para tratar especificamente do Combate ao Crime Organizado. O deputado republicano Ronaldo Martins (PRB-CE) foi escolhido pelo presidente eleito, deputado Moroni Torgan (DEM-CE), sub-relator da pasta que vai tratar do combate ao tráfico de pessoas.

“Agradeço a confiança. Esta é uma luta que tenho travado há vários anos, ainda como deputado estadual, no Ceará, onde participei ativamente de comissões parlamentares de inquéritos nesta linha de investigação. O tráfico de seres humanos é um crime silencioso, mas que tem crescido assustadoramente nos últimos anos e movimentado anualmente bilhões de reais”, lamentou.

Segundo o Ministério da Justiça, o tráfico de pessoas é o recrutamento, o transporte, a transferência, o alojamento ou o acolhimento de pessoas, recorrendo à ameaça ou ao uso da força ou outras formas de coação, ao rapto, à fraude, ao engano, ao abuso de autoridade ou à situação de vulnerabilidade ou à entrega ou aceitação de pagamentos ou benefícios para obter o consentimento de uma pessoa que tenha autoridade sobre outra para fins de exploração.

As Vítimas

De acordo cronaldo-martins-prb-combate-ao-trafico-de-pessoas-subrelator-foto-cedida-13-04-15-02om o Ministério da Saúde, as vítimas que procuram os serviços de saúde são na maioria mulheres na faixa etária entre 10 e 29 anos. Há uma maior incidência de vítimas (cerca de 25%) na faixa etária de 10 a 19 anos, de baixa escolaridade e solteiras.

Perfil do traficante

Dados da Polícia Federal revelam que são as mulheres em maioria as aliciadoras, recrutadoras ou traficantes, que somam cerca de 55% dos indiciados. Já o Departamento Penitenciário revela um número maior de homens presos por atividades criminosas relacionadas ao tráfico de pessoas. No Ministério da Saúde, cerca de 65% dos casos de agressão a vítimas de tráfico de pessoas foram cometidos por homens. Finalmente, o diagnóstico revela a fragilidade dos dados sobre tráfico de pessoas, pois há instituições que ainda não estão preparadas para registrar esse tipo de crime, contribuindo para a subnotificação.

Por Mônica Donato / Ascom – Liderança do PRB
Foto: Douglas Gomes


Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest