Carlos Macedo defende a punição dos municípios que descumprirem o piso nacional da educação básica

Carlos Macedo defende a punição dos municípios que descumprirem o piso nacional da educação básica

O MEC anunciou uma atualização de 13% no piso dos professores da educação básica, que passou de R$ 1.697,39 para R$ 1.917,78, em todo o país. No entanto, segundo Carlos Macedo, alguns municípios do Rio de Janeiro ainda não repassaram o reajuste.

 

Rio de Janeiro (RJ) – O deputado estadual Carlos Macedo (PRB-RJ) participou de um debate na Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) sobre o cumprimento da Lei Federal nº 11.738/08, que institui o piso salarial do magistério público, pelos municípios. O colegiado decidiu que haverá punição para as cidades que descumprirem o piso da educação básica.

Durante a audiência, o republicano ressaltou que o gestor público que deixa de repassar o reajuste salarial ao professor, está comprometendo diretamente a qualidade do ensino de sua cidade. “Quando o poder público não cumpre a lei e não repassa os devidos aumentos, estamos discutindo a questão da isonomia, da qualidade da educação. É preciso motivar o professor, repassar o sustento da sua família, dos recursos para investir na sua capacitação, a fim de melhorar o desempenho, a sua entrega para a nossa população, sobretudo, os mais pobres, que dependem quase que fundamentalmente da educação pública”, disse.

carlos-macedo-prb-punicao-dos-municipios-que-descumprirem-o-piso-da-educacao-basica-foto-ascom-14-08-15-02No início do ano, o Ministério da Educação (MEC) anunciou uma atualização de 13% no piso, que passou de R$ 1.697,39 para R$ 1.917,78, em todo o país. Alguns municípios do Estado ainda não repassaram o reajuste aos seus profissionais da categoria, segundo o parlamentar.

A comissão solicitará ao Tribunal de Contas do Rio de Janeiro (TCE-RJ) que inclua, nas análises financeiras dos municípios, o cumprimento do pagamento do piso salarial nacional dos professores da educação básica da rede pública. Caso a gestão descumpra a norma, a cidade não terá as suas contas aprovadas pelo TCE, e os secretários de Educação e prefeitos serão responsabilizados.

Para Carlos Macedo, a educação é um direito fundamental e o professor deve ser reconhecido como elemento essencial no processo do aprendizado. “Qualidade de educação começa pelo profissional, aliás, a qualidade das prestações de serviços, para chegar ao alcance do objetivo final, passa pela valorização da categoria”, declarou o republicano.

Fonte e fotos: Ascom – PRB Rio de Janeiro

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU EMAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest