Bulhões critica tentativa de incluir ideologia de gênero nos estados e municípios

Bulhões critica tentativa de incluir ideologia de gênero nos estados e municípios

Republicano lembrou que a proposta foi rejeitada no Plano Nacional de Educação, que define as diretrizes para os próximos 10 anos.

 

Brasília (DF) – Em discurso proferido na última terça-feira (14), o deputado republicano Antonio Bulhões (PRB-SP) criticou a tentativa de incluir a ideologia de gênero nos Planos Educacionais dos Estados e Municípios, mesmo a matéria tendo sido derrotada no plenário da Câmara dos Deputados, durante a votação do Plano Nacional de Educação (PNE).

“Com a desacanhada movimentação dos grupos, os princípios orientadores da lei geral do PNE estão sendo renegados e a ideologia de gênero pode levar o país a ser mais uma cobaia daqueles que se querem fazer conhecedor do nosso bem”, argumentou o deputado que foi membro da comissão especial que analisou o PNE na Câmara.

Bulhões destacou que a proposta votada pelos representantes do povo e sancionado pela Presidência de República, não compactou com a ideologia de gênero nas escolas. “A promulgação do PNE significou claramente que o poder político decidiu não aceitá-la. Parece que assistimos a uma inversão de valores na qual a minoria derrotada quer impor a sua vontade à maioria. No caso do Brasil, deve-se aguardar a próxima legislatura para tentar mudar o que foi aprovado. Tentar impor, por meios indiretos, a sua vontade, pelo inconformismo da derrota, é fraudar o processo político”, reprovou.

O deputado classificou como autoritária a ação de quem não aceita as regras da democracia quando o seu ponto de vista é derrotado. “Na democracia, a maioria não pode achatar a minoria. Por outro lado, a minoria precisa entender que a postura vitimista não sensibiliza para sempre. O caso da ideologia de gênero é apenas uma visão de mundo ou um tratado de ideias em abstrato. Se todas as sociedades foram organizadas desde sempre com os papéis de homens e de mulheres bem definidos, com qual fundamento imaginam que mudar isso daria certo?”, questionou o republicano.

Ao finalizar seu pronunciamento, Bulhões ressaltou o exemplo da Suécia que deixou de financiar a ideologia de gênero por falta de fundamentos científicos. “Conceitos científicos errados não são suficientes para cessar uma ideologia. O que resolveu mesmo a questão foi que, após anos de experimento, a média dos meninos continuou escolhendo profissões consideradas masculinas e as meninas, as femininas. A reengenharia social não funcionou e a ideologia caiu em descrédito”, criticou o parlamentar.

Texto: Mônica Donato / Ascom – Liderança do PRB
Foto: Douglas Gomes

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU EMAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest