Alan Rick defende revisão no ‘Mais Médicos’ e transparência nos critérios de seleção

Alan Rick defende revisão no 'Mais Médicos' e transparência nos critérios de seleção

Audiência pública, solicitada por Alan Rick, foi realizada em conjunto pelas Comissões de Educação, e de Seguridade Social e Família

 

Brasília (DF) – O deputado federal Alan Rick (PRB-AC) presidiu na última terça-feira (28), na Câmara dos Deputados, a audiência pública que debateu o Programa Mais Médicos no Brasil. O evento foi realizado em conjunto pelas Comissões de Educação, e de Seguridade Social e Família.

Autor do requerimento, o republicano justificou o tema proposto. “Solicitei o debate sobre a prorrogação dos contratos do Programa Mais Médicos sem a realização do Revalida (exame necessário para ratificar o diploma expedido no exterior) após ser procurado tanto por médicos brasileiros formados no Brasil, como por médicos brasileiros formados no exterior. Ambos me comunicaram sobre a dificuldade para ingressarem no programa. E o objetivo foi alcançado, pois levantamos os problemas e distorções do programa para as devidas providências junto ao Ministério da Saúde”, explica.

Participaram do debate parlamentares, médicos brasileiros formados no exterior, o representante do Ministério da Saúde, Neilton Araújo de Oliveira; o Presidente do Conselho Federal de Medicina, Dr. Carlos Vital Lima; o Presidente da Associação Médica Brasileira, Dr. Florentino Cardos; e a Presidente da Associação Nacional dos Médicos Residentes (ANMB), Dra. Naiara Costa Balderramas.

A lei 12.871/2013 estabelece uma regra de prioridades para a ocupação das vagas no programa. Mas, segundo denúncias, a legislação não vem sendo cumprida nos editais de convocação e as vagas remanescentes vem sendo direcionadas via portaria para os médicos cubanos. “O programa tem um alcance inestimável, porém colocou-se uma exigência que beneficia apenas os médicos cubanos em detrimento dos brasileiros formados no Brasil e dos médicos brasileiros formados no exterior, que vinham sendo preteridos nos editais. A legislação precisa ser cumprida”, afirma o deputado.

Na oportunidade também foi debatido o processo de transferência de recursos ao exterior por meio dos contratos com a Organização Panamericana da Saúde (OPAS), que é a instituição responsável pela contratação dos médicos cubanos que estão no Programa. “Mais de 14 mil médicos que estão no programa são conveniados com a OPAS, e eles recebem apenas uma pequena parte do salário e a maior parte vai para o governo cubano. Isso precisa ser esclarecido e revisto”, alerta Alan Rick.

Texto e foto: Ascom – deputado federal Alan Rick

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest