Marco histórico na Pesca

FOTO Douglas Gomes-596

 

No valor de R$ 22 milhões, a assinatura do acordo de cooperação entre o Ministério da Pesca e Aquicultura e a Empresa Norte Energia SA (NESA) tem um grande significado: a conquista e garantia dos direitos humanos dos pescadores e aquicultores e comunidades tradicionais, na área de influência da barragem da Hidrelétrica de Belo Monte, localizada na região do Xingu, no estado do Pará.

Ciente da importância do pescado para a cadeia alimentar da região amazônica, o Governo Federal coordenou, através do Ministério da Pesca e Aquicultura, o esforço conjunto, com o Consórcio Norte Energia, as Ações do PDRS Xingu, as Colônias, Cooperativas, Associações de Pescadores e Aquicultores, o reconhecimento das populações pesqueiras, propondo ações de compensação para que a pesca continue sendo alternativa de geração de alimentos, emprego e renda para a região.

Por isso, o Plano de Investimentos para Desenvolvimento Econômico, Social e Regional contempla diferentes municípios da região e envolve ações de Implantação de centros integrados de pesca artesanal, com entreposto de pescado e fábrica de gelo; planos de educação e formação do pescador artesanal, para treinamento e capacitação; apoio na execução de projetos de aquicultura e comercialização de organismos aquáticos vivos (ornamentais) com infraestrutura laboratorial e capacitação para gestão empresarial; além de ações para gestão compartilhada dos recursos pesqueiros e ordenamento.

A atividade de pesca ornamental no norte do país tem relevante importância para as comunidades pesqueiras tradicionais, sendo que em termos de movimentação no ano de 2012, apenas o Estado do Pará representou 73% das exportações brasileiras de organismos aquáticos com fins ornamentais e de aquariofilia em valor monetário. Ressalta-se o alto valor agregado dos peixes ornamentais oriundos do Xingu, uma vez que, em quantidade, o Pará representa 9% do quantificativo exportado.

Os avanços são significativos para a manutenção dos pescadores em suas atividades tradicionais. Além de alavancar, em curto prazo, o desenvolvimento da aquicultura, nas águas do reservatório e nas propriedades rurais, que, pelo potencial, contribuirá significativamente para o aumento da produção de pescados.

O acordo de cooperação vai beneficiar diretamente cerca de 6 mil famílias de pescadores e consolidar a união de esforços entre governo e setor hidroelétrico na construção de um Brasil que cresce economicamente, com justiça, inclusão social e respeito às culturas tradicionais do nosso país.

Sem sombra de dúvida, estamos diante de um marco histórico no desenvolvimento brasileiro: a geração de energia impulsionando a produção de alimento e renda. Só que caminhando de mãos dadas com a preservação da cultura tradicional.

*Eduardo Lopes é ministro da Pesca e Aquicultura e presidente estadual do PRB Rio de Janeiro

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para o vereador Atílio Francisco (PRB-SP)

atiliofrancisco@camara.sp.gov.br
(11) 3396-4434

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest