Marco histórico na Pesca

FOTO Douglas Gomes-596

 

No valor de R$ 22 milhões, a assinatura do acordo de cooperação entre o Ministério da Pesca e Aquicultura e a Empresa Norte Energia SA (NESA) tem um grande significado: a conquista e garantia dos direitos humanos dos pescadores e aquicultores e comunidades tradicionais, na área de influência da barragem da Hidrelétrica de Belo Monte, localizada na região do Xingu, no estado do Pará.

Ciente da importância do pescado para a cadeia alimentar da região amazônica, o Governo Federal coordenou, através do Ministério da Pesca e Aquicultura, o esforço conjunto, com o Consórcio Norte Energia, as Ações do PDRS Xingu, as Colônias, Cooperativas, Associações de Pescadores e Aquicultores, o reconhecimento das populações pesqueiras, propondo ações de compensação para que a pesca continue sendo alternativa de geração de alimentos, emprego e renda para a região.

Por isso, o Plano de Investimentos para Desenvolvimento Econômico, Social e Regional contempla diferentes municípios da região e envolve ações de Implantação de centros integrados de pesca artesanal, com entreposto de pescado e fábrica de gelo; planos de educação e formação do pescador artesanal, para treinamento e capacitação; apoio na execução de projetos de aquicultura e comercialização de organismos aquáticos vivos (ornamentais) com infraestrutura laboratorial e capacitação para gestão empresarial; além de ações para gestão compartilhada dos recursos pesqueiros e ordenamento.

A atividade de pesca ornamental no norte do país tem relevante importância para as comunidades pesqueiras tradicionais, sendo que em termos de movimentação no ano de 2012, apenas o Estado do Pará representou 73% das exportações brasileiras de organismos aquáticos com fins ornamentais e de aquariofilia em valor monetário. Ressalta-se o alto valor agregado dos peixes ornamentais oriundos do Xingu, uma vez que, em quantidade, o Pará representa 9% do quantificativo exportado.

Os avanços são significativos para a manutenção dos pescadores em suas atividades tradicionais. Além de alavancar, em curto prazo, o desenvolvimento da aquicultura, nas águas do reservatório e nas propriedades rurais, que, pelo potencial, contribuirá significativamente para o aumento da produção de pescados.

O acordo de cooperação vai beneficiar diretamente cerca de 6 mil famílias de pescadores e consolidar a união de esforços entre governo e setor hidroelétrico na construção de um Brasil que cresce economicamente, com justiça, inclusão social e respeito às culturas tradicionais do nosso país.

Sem sombra de dúvida, estamos diante de um marco histórico no desenvolvimento brasileiro: a geração de energia impulsionando a produção de alimento e renda. Só que caminhando de mãos dadas com a preservação da cultura tradicional.

*Eduardo Lopes é ministro da Pesca e Aquicultura e presidente estadual do PRB Rio de Janeiro

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU EMAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest