Doença cardíaca: Inimiga silenciosa da mulher

Camara Municipal de Porto Alegre

Quero chamar a atenção e propor políticas públicas que promovam o combate, literalmente, dos males que atingem a saúde do coração das mulheres. Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), as doenças cardiovasculares tiram vidas de milhões de pessoas anualmente, afetando homens e mulheres. Essa incidência se tornou mais frequente e perigosa entre as mulheres, pela falta da cultura do diagnóstico de doenças do coração ou programas de saúde cardiovascular, voltados ao gênero.

Pior do que isso é a falta de tratamento ou prevenção dessas doenças nas mulheres, tendo em vista a diferença de sintomas existentes entre os sexos femininos e masculinos. Conforme explicação de especialistas, embora a evolução dos tempos e das tecnologias, já ocorreram erros em diagnósticos de mulheres com infarto agudo de miocárdio, por estarem com ausência de dor torácica e com maior presença de dor nas costas, no pescoço e inclusive apenas falta de ar; ao contrário do que ocorre com a maioria dos homens, durante a crise do infarto.

Através de relatórios do Núcleo de Informações em Saúde (NIS), do Plano RS Mulher (2008), e das pesquisas sobre a saúde da mulher identifica-se que as doenças do aparelho circulatório são a maior causa de óbitos entre as mulheres, as quais estão inclusas as doenças isquêmicas do coração, no Rio Grande do Sul. A Federação Mundial do Coração afirma que as doenças cardiovasculares representam a principal causa de morte entre as mulheres e são responsáveis de uma a cada três óbitos do gênero feminino.  Ocorre aproximadamente uma morte por minuto por doenças do coração. Isto é, as doenças do coração tornaram-se inimigas ocultas das mulheres.

Reconheço a diversidade de ações das diferentes esferas governamentais na busca de melhorias à qualidade de vida e saúde das mulheres. Reitero o meu apoio e respeito às campanhas contra Câncer de Mama, Osteoporose, Depressão e outras enfermidades que afetam a mulher; lembrando, porém, que o AVC (Acidente Vascular Cerebral) é a primeira causa de morte de mulheres no Brasil, seguido do infarto, câncer de mama e HPV (doença sexualmente transmissível).  Diante desse quadro, defendo programas oficiais voltados para o tratamento ou prevenção de doenças cardiovasculares nas mulheres, já que esse problema lidera as causas de óbitos de milhares de mulheres. Mas, entendo ser de fundamental importância a quebra de paradigmas sociais e culturais, inclusive na área da saúde, para detectarmos problemas que afetam as mulheres;  já que elas, absorvem responsabilidades, atividades e posturas, que propiciam o desenvolvimento de doenças no coração.

De forma efetiva e, de acordo com as nossas possibilidades no Parlamento da Capital gaúcha, apresentei requerimento à Secretaria Municipal da Saúde de Porto Alegre, para que através do IMESF (Instituto Municipal de Estratégia de Saúde da Família), seja possível implantar programa à saúde cardiológica das mulheres, através da aplicação de exames afins, para diagnóstico de prevenção ou tratamento de doenças do coração. Tal programa deve ser efetivado através de agenda sequencial em cada bairro da Cidade, previamente divulgada, com data estabelecida em finais de semana, para evitar ausência das interessadas, em decorrência de atividades educacionais, comerciais ou funcionais.

O vereador Waldir Canal é presidente municipal do PRB na cidade de Porto Alegre e vice-presidente do Diretório Estadual do PRB-Rio Grande do Sul

 

TAGS:
REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest