Vereadora Anna Carolina cobra estratégias de enfrentamento à mortalidade infantil em Itajaí

Vereadora Anna Carolina cobra estratégias de enfrentamento à mortalidade infantil em Itajaí

A parlamentar do PRB quer saber como tem sido as ações de combate a mortalidade infantil no município.

 

Itajaí (SC) – Saber quais são as estratégias do município para combater a mortalidade infantil e como acontecem as investigações das mortes de fetos e de crianças com menos de cinco anos de idade, em Itajaí. Foi isso o que motivou o requerimento protocolado na última semana pela vereadora Anna Carolina Martins (PRB-SC) na Câmara Municipal. O documento solicita uma série de informações, todas com o intuito de saber se o município atende as exigências do Ministério da Saúde e segue o que é recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Entre os anos de 2012 e 2013 o índice de mortalidade infantil no município aumentou quase 60%, em um nível que ultrapassou muito as médias nacional e estadual. Em 2014 o índice já ficou dentro do aceitável, com cerca de 10% de mortos para cada mil crianças nascidas vivas. No entanto, de acordo com o relato de representantes do Conselho Municipal de Saúde, nem metade das mortes eram investigadas até o ano passado.

Segundo a vereadora do PRB, a portaria nº 72, de 11 de janeiro de 2010, do Ministério da Saúde, determina que todos os óbitos de fetos e crianças com menos de cinco anos sejam investigados pelo setor de vigilância epidemiológica num prazo máximo de 48 horas. “Até o ano passado sabemos que isso não era respeitado. Precisamos saber se ainda existem problemas no que se refere à investigação das mortes ou se o problema já foi resolvido”, explica Anna Carolina.

Segundo a parlamentar republicana, a falta de esclarecimentos sobre as reais causas da mortalidade infantil impede, ou pelo menos dificulta, o planejamento de políticas públicas que possam diminuir o problema. “Itajaí tem recebido pessoas de várias partes do Brasil e até do mundo. É preciso saber qual estratégia o governo tem adotado para atender às gestantes e evitar que tenhamos novos registros de índices que envergonham a nossa cidade e que causam dor profunda às famílias, como ocorreu em 2013”, afirma a vereadora.

Entre os questionamentos da vereadora, está o cumprimento de outra portaria do Ministério da Saúde, que prevê o plano de parto para gestantes de alto risco. “Estas gestantes têm o direito de receber atenção diferenciada. É preciso saber como o município tem cumprido essa exigência, porque o papel aceita tudo e sabemos que a realidade dessas mulheres nem sempre condiz com o que a lei exige”, conta.

O requerimento, protocolado no dia 30 de abril, Dia Nacional da Mulher, deve ir à votação em plenário na próxima semana.

Texto e foto: Adelaine Zandonai / Ascom – da vereadora Anna Carolina
Edição: Agência PRB Nacional de Notícias

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para o deputado Sérgio Reis (PRB-SP)

dep.sergioreis@camara.leg.br
ou (61) 3215.5213

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest