Isenção de contribuição à Caixa Beneficente para PM

Dep. Major AraújoFoto:Crlos Costa/13/01/2012

 

Goiânia (GO) –Os policiais-militares, integrantes da polícia Militar do Estado de Goiás, são contribuintes obrigatórios do instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Estado de Goiás (Ipasgo), mas podem ficar isentos da contribuição à Caixa Beneficente da Polícia Militar. Tal premissa é o que estabelece o processo nº 4779/2012, de autoria do deputado Major Araújo (PRB-GO).

O projeto que tramita na Casa, introduz alterações na Lei nº 8.033, de 2 de dezembro de 1975, que dispõe sobre o Estatuto dos Policiais Militares do Estado de Goiás. Altera também a Lei nº 11.866, de 28 de dezembro de 1992, que trata do Código de remuneração e proventos dos servidores militares do Estado.

“As presentes alterações nestas Leis são imprescindíveis à harmonização de ambos os ordenamentos jurídicos aos princípios e mandamentos esculpidos na Constituição Federal  de 1988, que diga-se: inaugurou nova plataforma jurídica no País. Desta vez, elaborada pelos legítimos representantes do povo brasileiro”, coloca o parlamentar.

“Com essa nova Carta, instituiu-se e vislumbrou-se o descortinar do Estado de fato democrático de direito, traduzido no mandamento do qual “ninguém é obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa se não em virtude de lei”, em que as leis devem convergir e jamais colidir com os postulados da Lex Mater”, acrescenta.

“Haja vista que o Artigo 135, além de estabelecer a compulsoriedade dos policiais militares de vincularem-se ao Instituto de Previdência e Assistência Social, ainda o faz à Caixa Beneficente da Polícia Militar. A medida aqui proposta visa suprimir a vinculação à Caixa”, explica.

“Vale enfatizar que apesar de flagrante afronta aos direitos e liberdades individuais garantidas na Carta Federal, além de inscrever obrigatoriamente os militares a essa entidade, a Caixa Beneficente nega os pleitos deduzidos perante ela via administrativa, fazendo com que os associados involuntários recorram ao Poder Judiciário como única forma de se desfiliar, o que acaba gerando ônus e transtornos”, justifica o parlamentar, esclarecendo a necessidade das alterações propostas.

Por Alego

Foto: Carlos Costa

*O seu material também pode ser publicado no Portal PRB. Você pode enviar fotos, textos, áudios ou vídeos para o emailpautas@prb10.org.br

 

 

TAGS:
REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest