Com participação de Valquíria Rezende, Congresso e TSE lançam campanha de incentivo à mulher na política

24_04_14_destaque04_prb_tocantins

 

Brasília (DF) De cada dez pessoas que ocupam cargos eletivos no Brasil, nove são homens, uma média que faz com que o país tenha um dos piores índices de participação de mulheres nos Poderes Legislativo e Executivo. Com a intenção de mudar tal realidade, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou em sessão do Congresso Nacional no Plenário do Senado, um convite para que elas se façam mais presentes nos espaços de poder, concorrendo a cargos eletivos. A professora, ex-secretária de Estado, coordenadora do PRB Mulher do Tocantins, e coordenadora interina do PRB Mulher Nacional, Valquíria Rezende (PRB-TO), participou da solenidade juntamente com deputadas, senadoras, representantes do Executivo e do Judiciário.

Com o slogan “Faça parte da política” e a hashtag #vempraurna, a ação é fruto de emenda incluída pelo Senado na minirreforma eleitoral (Lei 12.891/2013), aprovada pelo Congresso no ano passado. A lei estabelece que, em anos eleitorais, de março a junho, o TSE “poderá promover propaganda institucional, em rádio e televisão, destinada a incentivar a igualdade de gênero e a participação feminina na política”. Assim, a primeira campanha já terá como foco as eleições deste ano.

Para Valquíria Rezende, existe uma carga cultural sobre as mulheres e a crença de que não gostam de política e nem querem ser candidatas.

“É muito comum vermos mulheres falando sobre a luta contra a discriminação, mas não é comum vermos homens falando sobre isso. Esta campanha lançada hoje fará a sociedade refletir sobre a situação”, opinou.

A coordenadora do PRB Mulher do Tocantins, afirmou que trata-se de uma forma de mudar o quadro vivido hoje no Brasil: “ Além da presidente da República, são apenas duas mulheres governadoras, 11 senadoras, 45 deputadas federais e 134 estaduais. É uma situação insustentável, absurda, que temos de combater através da participação ativa, determinada das mulheres”, afirmou.

Sentimento compartilhado pelo presidente do TSE para quem “é incompreensível que tenhamos um maior número, em termos de população, do gênero feminino e não haja a mesma participação na política. Costumo dizer que há a necessidade de se mudar rumos, e a mudança de rumos passa por essa compenetração, não só dos partidos políticos quanto ao tratamento igualitário, abandonando o machismo, como também pela percepção por parte dos eleitores”, disse Marco Aurélio Mello.

 

Texto e foto: Assessoria de imprensa do deputado César Halum (PRB/TO)

*O seu material também pode ser publicado no Portal PRB. Você pode enviar fotos, textos, áudios ou vídeos para o email pautas@prb10.org.br

 

TAGS:
REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU EMAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest