Bulhões: “É preciso avançar ainda mais no desarmamento”

 

Em pronunciamento na Câmara dos Deputados no mês de julho de 2012, o líder à época do PRB, Antônio Bulhões (SP) elogiou os avanços conseguidos na segurança pública com o Estatuto do Desarmamento, mas afirmou que é preciso avançar ainda mais. “Estamos ainda muito distantes daquele ideal de país seguro, compatível com nossas aspirações de potência. De um lado, as políticas de segurança pública devem ter no desarmamento um de seus principais focos; de outro lado, o cidadão precisa libertar-se da cultura de guardar uma arma em casa, alimentando-se da ilusão de que isso vai protegê-lo”, defendeu.

Feito em homenagem ao Dia Internacional do Desarmamento (comemorado em 9 de julho), o pronunciamento destacou o fato de que o cidadão tornou-se ao mesmo tempo alvo e agente do desarmamento, passando a fazer parte diretamente do esforço do estado para retirar de circulação o maio número possível de armas de fogo como forma de coibir a  violência. “E tão bons resultados apresentou a campanha iniciada no ano passado que ela vai continuar até 2012, com a renovação da parceria entre o Ministério da Justiça e o Banco do Brasil“, lembrou.

O líder republicano apresentou dados da campanha mostrando que, até o final de 2012, haviam sido recolhidas 36,8 mil armas de fogo no país. Ainda, de acordo com dados do Ministério da Justiça, foram pagos R$ 3,5 milhões em indenização variando entre R$ 100 e R$ 300 conforme o tipo de arma. “Os frutos de tudo isso se estampam na diminuição da violência e queda nos índices de homicídio”, analisou o líder republicano.

Apesar das conquistas, Bulhões argumenta que ainda é necessário manter o empenho e ampliar o alcance da campanha. “Segundo o Mapa da Violência 2012, de 1980 a 2010 foram assassinadas no Brasil cerca de 91 mil mulheres. Enquanto entre os homens, apenas 14,7% dos homicídios ocorreram no lar, entre as mulheres a proporção eleva-se para 40%, o que evidencia os riscos de se manter uma arma em casa. Essa é uma mostra de que as armas ainda estão ao alcance das mãos, nas casas dos brasileiros”, lamentou.

Bulhões concluiu seu pronunciamento conclamando os deputados a aprovarem medidas que ampliem ao alcance da Campanha do Desarmamento. “O povo brasileiro não pode desistir até o dia em que finalmente possa dizer que o país abençoado por Deus e bonito por natureza, conforme a música, é também o país pacificado dos sonhos de todos”.

Por Paulo Gusmão

Foto: Douglas Gomes

*O seu material também pode ser publicado no Portal PRB. Você pode enviar fotos, textos, áudios ou vídeos para o emailpautas@prb10.org.br

 

 

 

TAGS:
REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest