Bulhões defende que Estado priorize família

4_03_13_destaque05_sp_bulhoes_defende_que_estado_prioriza_familia

 

Em discurso proferido na Câmara dos Deputados, Antonio Bulhões (PRB-SP) chamou a atenção para a contínua perda de valores  que atinge a sociedade brasileira, apontado como uma das causas, a fragilidade dos atuais elos comunitários. “Houve um tempo em que se aprendia a respeitar as autoridades. Tudo começava em família. As escolas encarregavam-se de aprimorar esse trato e as comunidades estavam sempre atentas aos desvios, pois as pessoas conheciam-se, sabiam dos ideais, características e desejos de cada uma. “Agora, a comunidade é domínio complexo, pois há mais afastamento do que aproximação entre as pessoas”, analisou o parlamentar do PRB.

Para Bulhões, os pais têm sua cota de responsabilidade nesse processo, ao transferirem a responsabilidade pela educação deforma integral às escolas. “Pais e mães buscam sucesso, fama e dinheiro a qualquer preço. Valores e crenças para quê? O que eles realmente almejam, certamente não é a felicidade, pois ao abandonar os filhos e lançarem-se nos mais variados desafios à procura da materialidade requerida, acabam perdendo não só os filhos, mas a si mesmos. Dai nascem os desequilíbrios psicossociais e mais dor”, ponderou.

Segundo o deputado, chegou a hora de agir para que as demandas da sociedade sejam satisfeitas. Para isso, o povo, em cada micro espaço do governo, deve influenciar diretamente naquilo a ser realizado, por meio tanto do planejamento quanto do orçamento participativo. “É preciso que o cidadão cobre e que o estado dê condições para que essa cobrança seja ampliada, ouvida, debatida e resolvida. Por isso, os programas governamentais devem ser direcionados preferencialmente para essas três dimensões que estão em crise: A família, a escola e a comunidade”.

Bulhões defende a criação de um circulo virtuoso ético-moral, onde a família seja a base, a escola o meio e a comunidade a finalidade maior para se viver. “Hoje, a administração pública sofre de gigantismo, é onerosa e pouco eficiente, A estrutura funcional formal do Brasil precisa caminhar para uma dimensão mais próxima do cidadão, reduzindo os níveis de hierarquia e ampliando a participação e a decisão comunitárias. Com essa reversão, estaremos mais próximos de quem precisa. Mais atentos a quem demanda. Mais fieis a quem devemos ser fieis: O povo, em sua mais básica acepção, como formadores da vida em comunidade”.

Por Paulo Gusmão

Foto: Divulgação

*O seu material também pode ser publicado no Portal PRB. Você pode enviar fotos, textos, áudios ou vídeos para o emailpautas@prb10.org.br

 

TAGS:
REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU EMAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest