Baltazar rejeita plano de saúde custeado pelo Legislativo

01_08_13_destaque02_rj_baltazar_rejeita_plano_saude_custeado_legislativo_indice

Volta Redonda (RJ) – O vereador Paulo Baltazar (PRB-RJ) protocolou na direção geral da Câmara Municipal de Volta Redonda, um documento pessoal abrindo mão do plano de saúde custeado pelo Legislativo. Para explicar a sua decisão, o parlamentar informa que, não tem plano de saúde e se tivesse pagaria com o seu salário. Garante que essa sempre foi sua posição.

Vale ressaltar que, assim que tomou posse do cargo, o vereador aos ser informado sobre o beneficio, se recusou a aceitar declarando que não acha justo ter um plano de saúde pago com o dinheiro público enquanto a maioria da população enfrenta total precariedade na saúde pública do município.  Segundo o vereador, além da falta constante de médicos nos postos de saúde e nos hospitais da cidade, a população luta diariamente para conseguir realizar um exame ou até uma consulta com especialista.

Em sua justificativa para não aceitar o beneficio, o parlamentar destaca ainda que, o plano pago aos vereadores de Volta Redonda se compara às viagens particulares feitas pelos ministros e presidente do Senado, em aviões oficiais da Força Aérea Brasileira (FAB). Ele sugere que, o correto seria suspender o plano e cada vereador devolver aos cofres da Câmara o valor que já foi pago.

Para Baltazar, a saúde pública do município está um caos e por isso, não tem como aceitara um vereador sendo beneficiado com plano de saúde pago pela Casa. Explica que, para a população mais carente, a situação ainda é pior. Para ele, quando faltam médicos para os serviços de emergências nas principais unidades de saúde da cidade, como nos hospitais do Retiro e São João Batista (HSJB), Cais Conforto e Aterrado, Unidade Básica de Saúde (UPA) do Santo Agostinho e Posto Avançado do bairro Santa Cruz, a situação é bastante preocupante.

Segundo o parlamentar, mesmo sabendo que esse benefício já existe há algum tempo, a atual Mesa Diretoria deveria revogar o dispositivo e devolver todo o dinheiro pago aos cofres públicos. “Não é justo que a população com péssimas condições de saúde ter que pagara plano para o vereador. Plano de saúde é uma coisa particular que deve ser paga com o salário da pessoa. É assim que penso e desde o inicio não aceitei”, finaliza.

Fonte: A voz da cidade

Foto: Divulgação

*O seu material também pode ser publicado no Portal PRB. Você pode enviar fotos, textos, áudios ou vídeos para o emailpautas@prb10.org.br

TAGS:
REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU EMAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest