Aprovação do piso nacional para agentes comunitários de saúde

Aprovacao-do-piso-nacional-para-agentes-comunitarios-de-saude-09-05-14

Deputados republicanos afirmam que reconhecimento à categoria representa avanço para a qualidade da saúde no Brasil

 

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (7) a proposta que fixa em R$ 1.014 o piso nacional para os agentes comunitários de saúde e de combate a endemias. Os deputados republicanos, que votaram com os agentes de saúde, destacaram o reconhecimento a esses profissionais como um avanço para atenuar os problemas da saúde pública no país.

O líder George Hilton (PRB/MG) lembrou que a saúde demanda também ações preventivas. “Investir nos agentes de saúde, hoje, significa um ganho real amanhã, pois esses profissionais são os que buscam a integração entre a equipe de saúde e a população adstrita a Unidade Básica de Saúde (UBS). O que parece um custo para o Governo Federal com a aprovação do piso nacional, representará um investimento no futuro. Esses profissionais tem papel preponderante na prevenção de doenças, uma vez que suas informações evitam as sobrecargas no sistema médico-hospitalar e reduzem a incidência das doenças nas regiões onde atuam”, afirmou.

Cleber Verde, deputado do PRB do Maranhão,  cumprimentou os agentes comunitários de saúde pela aprovação, em especial a comitiva do Maranhão, representada por Marise Chapadinha. “Presenciei a peregrinação diária e permanente desta categoria. Esta Casa faz justiça aos agentes comunitários de saúde e aos agentes de combate a endemias, aprovando o piso salarial. Esses profissionais são capazes de orientar as famílias quanto à utilização dos serviços de saúde disponíveis e de traduzir para as unidades de saúde a dinâmica social da população assistida, suas necessidades, potencialidades e limites” disse o parlamentar.

O deputado tocantinense César Halum (PRB/TO), que orientou a votação em nome do partido, reconheceu a importância da categoria. “Esses profissionais atuam sistematicamente em atividades de prevenção e agravos e de vigilância à saúde por meio de visitas domiciliares. É bom lembrar que esse projeto ficou aqui durante oito anos e agora segue para o Senado. Nós precisamos continuar a luta para que possamos também, com rapidez, aprová-lo naquela Casa.”, afirmou ao declarar o voto favorável à matéria.

A proposta foi aprovada em votação simbólica e deve retornar ao Senado devido às mudanças efetuadas pela Câmara. Os valores serão corrigidos anualmente pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Por Mônica Donato Ascom Liderança do PRB na Câmara dos Deputados

Fotos: Douglas Gomes 

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no novo portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o email: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

 

TAGS:
REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU EMAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest