Sula Miranda

sula-miranda-prb-sao-paulo-transporte

Conhecida como a “Rainha dos Caminhoneiros”, Sula Miranda começou sua carreira como cantora. Em 1990, ela se tornou apresentadora do programa “Roda Brasil” transmitido pela Rede Record de Televisão. O espaço era dedicado aos caminhoneiros, onde ela mostrava a realidade vivida pelos profissionais da estrada. Sempre trabalhando em prol dos motoristas de caminhão, Sula chegou a apresentar um quadro no programa “Siga Bem Caminhoneiro” aos domingos pelo SBT. Pensando na categoria e nos meios de transportes num todo, a convite do presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, Sula Miranda aceitou assumir a Coordenação Nacional do PRB Transportes. A Rainha dos Caminhoneiros pretende ouvir a população para detectar as principais necessidades de cada região e propor soluções inteligentes com o apoio de sua equipe técnica. Confira mais detalhes do trabalho de Sula Miranda na entrevista completa.   

 

ENTREVISTA

 

1- A ligação entre o PRB e o povo brasileiro se dará por meio dos Movimentos. Qual é o diferencial do grupo que você coordena?

Sula Miranda – O transporte é uma pasta muito ampla, são cinco modais – o transporte aéreo, rodoviário, ferroviário, hidroviário e também os dutos. A gente tem um país enorme com muito trabalho a ser feito e eu vejo que é uma área que todos querem de alguma forma uma mudança, querem uma inovação. Nós (do PRB) estamos trabalhando para isso. Em um espaço de médio a longo prazo, queremos formar as coordenadorias do Transportes no país inteiro. É uma área técnica e a gente precisa de profissionais do segmento capacitados para nos orientar e para poder também aproximar a população interessada por esse segmento. Mas eu acredito que a gente vem fazendo um trabalho com afinco e, em pouco tempo, e eu espero que num prazo de um ano, a gente já esteja mostrando que a pasta do Transportes vai ser um diferencial também no partido.

 

2- O presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, disse que dos movimentos fluirão novas diretrizes para o partido. Quais são as propostas de debates que você já apresentou ou vai apresentar?

SM – Estou com um grupo de técnicos trabalhando constantemente para que possamos o quanto antes levantar essas propostas. Pretendemos fazer vários fóruns de discussões no Estado de São Paulo, e em outros estados também, para que nessas discussões possamos aproximar o PRB Transportes das regiões e com isso saber das necessidades de cada local. É ouvindo a população que a gente pretende ter essa diretriz.

3- Qual tema que sua coordenadoria já adotou como prioridade de trabalho?

SM – Como disse antes, estamos em fase de estruturação e de definição de algumas diretrizes, então não podemos adiantar nada nesse sentido. Mas, é claro, que o transporte público é uma grande preocupação nossa e como representante da classe dos caminhoneiros, também quero fazer muitas coisas nessa área.

 

4- Como tem sido a expansão do seu Movimento nos estados?

SM – A princípio, atendendo a uma solicitação da Presidência (Nacional), é que isso aconteça por regiões, para depois se estender aos estados. Vamos fazer primeiro na Região Norte, Sul e Nordeste, e, por fim, Sudeste e Centro-Oeste.

 

5- Já que os coordenadores tem a missão de levar para a representação federal os problemas, anseios e inspirações dos cidadãos, de que forma você pretende intensificar os debates do seu Movimento junto à população?

SM – O Brasil é muito diversificado. Temos primeiro que detectar os problemas nessas regiões porque cada local tem uma necessidade diferente. Por exemplo, o Norte do país vai ter mais necessidade em hidrovias, já outras muito mais em ferrovias. Claro que nosso transporte basicamente é todo feito pelas rodovias e a gente vai querer ouvir a população porque o transporte urbano tem muitos problemas, só que cada região tem um problema diferente. O problema do transporte urbano de São Paulo é totalmente diferente do transporte urbano de Manaus e de Santa Catarina. Então, é aí que a gente vai usar as coordenadorias de cada região e de cada estado para poder detectar isso e pensar soluções em separado. Não existe uma solução única para o país todo porque o nosso país é muito diverso.

 

Por Eulla Carvalho – Comunicação Nacional PRB

Colaboração: João Gabriel – Ascom FRB

Fotos: Douglas Gomes – Comunicação Nacional do PRB

 

TAGS:
REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest