Projetos sobre segurança pública marcam início de mandato de Fausto Pinato na Câmara Federal

fausto-pinato-prb-entrevista-da-semana-foto-ascom-25-05-15

Em entrevista, Fausto Pinato destacou a atuação em projetos relacionados à segurança pública e na reformulação do pacto federativo.

 

Brasília (DF) – Eleito deputado federal pelo PRB no Estado de São Paulo, Fausto Pinato, conversou com a Agência PRB Nacional e falou sobre as perspectivas do seu mandado parlamentar. Pinato, 37 anos, é advogado, casado e pai de uma menina de sete anos, ele se diz uma pessoa simples e apaixonado pelo que faz.

O republicano tem se dedicado a ajudar os municípios da região que o elegeu e tem tido uma atuação intensa nos projetos relacionados à  segurança pública. Entre os temas polêmicos enfrentados por ele, estão a redução da maioridade penal, a reforma do sistema carcerário brasileiro e a proposta que oferece autonomia financeira e administrativa para a Polícia Federal.

Fausto Pinato é vice-líder do bloco liderado pelo PRB na Câmara, que contém 9 partidos e 38 deputados. Foi eleito 2º vice-presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar e escolhido titular na Comissão Especial que analisa o projeto da redução da maioridade penal.

 

ENTREVISTA

Agência PRB Nacional: Deputado, como surgiu o interesse pela vida pública?

Fausto Pinato – Começou quando eu tinha 16 anos. Trabalhei com um grande líder da minha cidade, Nilton Camargo de Freitas, ele foi prefeito por dois mandatos. Eu, ainda menino, comecei a acompanhá-lo nos eventos, ajudando e foi aí que me apaixonei pela política. Logo depois disso, fui fazer faculdade de Direito em Araçatuba e sempre participei das eleições do diretório acadêmico. Eu tinha que viajar mais de 150 km, porque na época não tinha faculdade na cidade. Depois disso, eu comecei a trabalhar com o deputado federal Julio Semeghini e depois com a deputada estadual Analice Fernandes. Por último, trabalhei com o deputado federal Dimas Ramalho, que atualmente é presidente do Tribunal de Contas do Estado. Sempre gostei de política, sempre foi um sonho e fui uma pessoa idealista. Gosto dessa labuta porque acredito que a boa política pode mudar a vida das pessoas.

 

Agência PRB Nacional: E a história com o PRB, como começou essa relação?

Fausto Pinato – O primeiro encontro começou com os líderes regionais. Na época, eu era de outro partido. Ajudamos a montar o PRB em Fernandópolis e em algumas outras cidades da região e, por isso, ficamos com uma ligação forte. Depois disso, eu conheci o presidente nacional, Marcos Pereira, e logo em seguida o deputado federal Celso Russomanno. Não demorou muito para eu perceber que o partido tinha uma estratégia agressiva e expressiva para eleger uma grande bancada federal, e eu acreditei no projeto. E hoje estou nas fileiras do PRB servindo ao povo com o meu mandato.

 

Agência PRB Nacional: Fale um pouco sobre a sua história.

Fausto Pinato – Eu sou do alto araraquarense, região noroeste de São Paulo. Sou de Fernandópolis, onde fui nascido e criado, moro lá até hoje. A cidade que eu amo, onde eu vou ser enterrado. Minha esposa é de lá, minha filha nasceu lá também. Uma região longe da capital, que faz divisa com Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e fica perto de Goiás. Eu falo até arrastado, um paulista que gosta de queijo, vê se pode isso (risos)?! Sou uma pessoa simples, aguerrida, de personalidade muito forte,  luto pelos meus ideais e não desisto fácil. Gosto do bom embate e procuro fazer política com transparência.

 

Agência PRB Nacional: Na sua família, já teve alguém envolvido com a política?

Fausto Pinato – Na última eleição, meu irmão foi eleito vereador de Fernandópolis e eu tenho um tio que é vereador de cinco mandatos. Mas eu nunca tinha sido candidato, sempre trabalhei nos bastidores com pesquisas e estratégias. Eu sou um cara de sorte, muitos dizem que eu sou estrategista, mas sempre gostei dos bastidores da política. Eu tive a oportunidade de sair candidato na última eleição, a primeira que participei, e tive a felicidade de ser eleito.

 

Agência PRB: É o seu primeiro mandato na Câmara dos Deputados. Como tem sido sua atuação parlamentar?

Fausto Pinato –  Em primeiro lugar, quero dizer que a atuação na Câmara é um grande aprendizado. Aprendemos com os colegas que são de várias áreas e, também, com as atividades do dia a dia. Temos que ler muito e estudar para fazer um trabalho bem feito. A alteração da maioridade penal é uma bandeira que eu acredito, e não acredito só porque o menor tem de ser preso não, defendo porque houve uma evolução do ser humano como um todo. E isso se deu com a chegada da internet e estamos com leis que são de 1940. Eu acredito que  o jovem de hoje, como o número de informação que tem, com a maneira que se desenvolveu a tecnologia no Brasil, ele tem acesso a toda essa informação e eu entendo que o jovem, hoje, é mais capacitado e sabe o que está fazendo.

Atualmente, o jovem de 16 anos tem condição de dirigir, a responsabilidade de votar, casar e trabalhar com autorização dos país. Quer dizer, ele também deve ser responsabilizado criminalmente. As demandas da segurança pública estão há muito tempo aqui sem andar, se engavetou muito essa discussão. Talvez se tivesse melhorado o Estatuto da Criança e do Adolescente lá atrás, se tivesse realizado medidas efetivas para resolver o problema, mas chegamos num momento agora que temos que dar uma resposta efetiva à população que está nas ruas sofrendo com a violência.

Sou contra o jovem ficar preso em presídio comum. Para mim, está provado que não ressocializa, mas  tínhamos que tirar isso da gaveta para buscar uma solução imediata. Eu, por exemplo, defendo a criação de presídios juvenis com uma ressocialização de verdade, com base em exemplos de outros países que têm essa medida dando certo. Aqui no Brasil, os assuntos polêmicos são jogados para debaixo do tapete. Temos que enfrentar esse tema, o que não pode é ser omisso. Então, é preciso ter a coragem de enfrentar esse assunto polêmico, o que não pode é ficar só no discurso evasivo e sem resultados práticos.

 

Agência PRB Nacional: Com relação à reforma do sistema penitenciário, qual a sua opinião sobre esse assunto?

Fausto Pinato –  Uma coisa está ligada a outra. Nós acabamos de falar sobre a redução da maioridade penal. O governo está entregue a esse tema, reconhece a falência do sistema, pois está aí nos jornais para todo mundo ver, os presídios brasileiros se transformaram numa verdadeira escola do crime. Nós temos que buscar uma solução para esse grave problema. Tem gente que fala de adotar o modelo do Canadá, outros defendem que precisamos terceirizar os presídios. Temos que estudar, estamos aqui para dar uma resposta. O que não podemos é ficar aqui dizendo que não dá certo isso, aquilo e não fazer nada.Temos que tentar fazer alguma coisa.

 

Agência PRB Nacional: O senhor defende a aprovação da PEC 412 de 2009 que oferece autonomia financeira para a Polícia Federal. Quais os benefícios que essa medida pode trazer para o país?

Fausto Pinato – Recentemente, o governo federal enviou para o Congresso o pacote anticorrupção, mas eu vou falar uma coisa como brasileiro, como cidadão e jovem que acredita no país: a autonomia completa da Polícia Federal seria o melhor remédio no combate à corrupção. Vamos soltar um pitt bull que vai morder e com certeza vai ajudar, se não exterminar, diminui muito esse mal. A Defensoria Pública é autônoma, o Ministério Público também. Por que a função investigativa da PF não pode ser? Eu estou falando da autonomia financeira. Só para que se tenha um entendimento completo sobre essa questão, hoje em dia, a Polícia Federal tem grandes quadros, inteligentes e preparados, mas acabam sendo, muitas vezes, impedidos de realizar a investigação por conta da falta de recursos e burocracia para a liberação das verbas. A PF não tem diárias, uma viatura fica quebrada por muito tempo. Ultimamente, uma delegacia na minha região que recebia R$ 28 mil de custeio, agora, recebe apenas R$ 1,8 mil reais. Isso dificulta demais o trabalho.

 

Agência PRB Nacional: Deputado, temos acompanhado que o senhor tem destinado várias emendas para os municípios da região noroeste de São Paulo. Fale sobre esse trabalho.

Fausto Pinato –  Primeiro, que todas as verbas que foram disponibilizadas para os parlamentares pelo orçamento impositivo, eu venho ajudando muito às santas casas com a medida do governo de 50% para saúde. Além disso, eu tenho procurado ajudar os municípios que estão próximos a mim. Sou um defensor do voto distrital para ter um representante local, que conhece o prefeito, o dono da mercearia. Se não for assim, não adianta. Espero que o governo federal libere essas emendas porque não é para mim e, sim, para os municípios suprirem suas necessidades que, inclusive, os governos estadual e federal deveriam estar fazendo. Falando sobre municípios, outra bandeira que defendo é a reformulação do pacto federativo. Essa questão precisa ser vista imediatamente para que possamos melhorar a qualidade de vida da população. Eu costumo dizer que o cidadão não mora no Estado e na União, ele mora nos municípios. Então, nós temos o dever de fortalecer os municípios para que possamos dar uma boa qualidade de vida ao povo brasileiro, que sofre tanto por conta dessa situação.

 

Agência PRB Nacional: O senhor pode citar os municípios que tem ajudado?

Fausto Pinato –  Fernandópolis, Jales, Santa Fé do Sul, Araçatuba, Birigui, Dracena, Penápolis e Tanabi. Estou falando das cidades maiores, mas existem várias cidades pequenas da região que tenho ajudado.

 

Agência PRB Nacional: Essa legislatura marca o crescimento do PRB na Câmara Federal, o senhor tem sentido isso?

Fausto Pinato – Olha, eu acho que a liderança do Celso Russomanno nos fortalece muito, tanto pela votação expressiva que recebeu, quanto pela experiência que tem na Casa. Sempre acreditei, também, na recondução do presidente nacional Marcos Pereira. O PRB cresceu muito e tem tudo para crescer ainda mais. Eu tenho certeza que a competência desses dois líderes pode fazer a diferença para o PRB, e o partido merece muito esse crescimento. Somos um partido respeitado na Câmara, estamos em várias comissões, ocupamos cargos importantes na Mesa (Diretora) e temos atuado bastante para corresponder à altura essa responsabilidade.

 

Agência PRB Nacional: Para encerrar, quem é o deputado Fausto Pinato?

Fausto Pinato – Dias atrás, eu fiz algumas visitas lá no interior de São Paulo e não tinha almoçado. Eu com fome, parei numa lanchonete e pedi uma lasanha. Na hora, uns amigos que estavam em outra mesa falaram que eu não poderia ficar sozinho, que tinha de ter muitas pessoas ao meu lado cuidando da minha segurança. Gente, tem de parar com isso, ninguém lembra quem foi deputado na legislatura passada. O poder não me prende, eu sou uma pessoa comum, tenho família, filha que fica doente e mulher que liga para cobrar mais tempo.  Enfim, eu sou assim, esse negócio de ficar cercado de um monte de pessoas, eu acho isso uma bobagem. Não gosto nem de ficar andando de carrão para lá e para cá. Não preciso mostrar essa imponência. Um deputado é um beija-flor, nós não temos toda essa força que o pessoal pensa não. Podemos sim, fazer nossa parte para pulverizar o pólen, que é a boa política. As pessoas falam que eu deveria ficar mais em São Paulo e em Brasília, que eu estou muito no interior. Mas, eu tenho que estar com minha gente, onde eu fui criado, visitando as bases na minha região. Vou em aniversário, como galinha caipira e eu não vou mudar meu jeito. Foi assim que eu cheguei aqui, foi assim que Deus me colocou e é assim que quero permanecer com humildade, sinceridade, muita transparência, determinação para trabalhar cada vez mais por um país melhor. Quero dizer o seguinte: o deputado Fausto Pinato não é filho de político rico nem de empresário. Eu sou bem certeiro, os políticos corruptos têm de ir para a cadeia. O eleitor que pede dinheiro para votar tem de colocar a mão na consciência e procurar informações sobre os políticos que defendem os interesses da população de verdade. Político não é só aquele que leva verba não! Político é aquele que está aqui nas comissões desde às 8h da manhã estudando as leis que podem mudar a vida desses brasileiros lá na ponta.

Texto: Maurizan Cruz / Ascom da Liderança do PRB – Especial para a Agência PRB Nacional de Notícias
Foto: Douglas Gomes

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU EMAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest