“Fui eleito pelo povo e vejo as pessoas que votaram e acreditaram em mim como meus patrões”, diz Roberto Alves

"Fui eleito pelo povo e vejo as pessoas que votaram e acreditaram em mim como meus patrões", diz Roberto Alves

Roberto Alves está no segundo mandato de deputado federal e atua, principalmente, em defesa dos direitos das crianças e adolescentes.

 

Eleito com mais de 130 mil votos nas eleições de 2014 pelo PRB de São Paulo, o deputado federal Roberto Alves tem atuado na Câmara Federal em defesa dos direitos dos jovens brasileiros. Ele é presidente da Frente Parlamentar Contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Casado há 33 anos, pai de dois filhos e avô de um netinho de 4 anos, Roberto Alves já foi vereador de Campinas, deputado estadual e está no segundo mandato como deputado federal. Em entrevista à Agência PRB Nacional de Notícias, falou sobre a sua atuação política e expectativas para este mandato.

 

ENTREVISTA

 

Agência PRB Nacional – Deputado, conte-nos sobre sua trajetória política, como começou e quais foram os caminhos percorridos até chegar aqui na Câmara Federal?

Roberto Alves – Iniciei o trabalho político no ano de 2000 na cidade de São José dos Campos. Eu já tinha uma atuação em prol do povo, mas nunca tive a pretensão de disputar uma eleição. Contudo, percebi que poderia fazer muito mais se tivesse na vida pública, e foi aí que resolvi me candidatar a vereador, sendo um dos mais votados da cidade. No entanto, não fui eleito porque o partido não fez o coeficiente eleitoral. De todos os mais de mil candidatos que disputaram a eleição, eu fui o quarto mais votado e não entrei, mesmo com 5,5 mil votos.

Dois anos depois, em 2002, disputei a eleição para deputado estadual pelo Estado de São Paulo e tive a felicidade de ser eleito com mais de 73 mil votos, mas não concorri à reeleição. Antes disso, em 2004, me candidatei a vereador pelo PRB no município de Campinas, mas, apesar dos 4,3 mil votos conquistados, não fui eleito por falta de coeficiente eleitoral. Foi a primeira eleição que disputei pelo PRB. 

Nas eleições de 2008, obtive quase 80 mil votos para deputado federal, mas fiquei na suplência, tendo assumido o cargo no ano seguinte. Fiquei de 2009 a 2011 e concorri à reeleição porque eu tinha um acordo com o partido. Nas eleições municipais, concorri para vereador em Campinas e fui eleito com quase 6 mil votos. E agora em 2014, fui eleito deputado federal com 130 mil votos pelo estado de São Paulo. Essa é a minha trajetória.

 

Agência PRB Nacional – Quem é Roberto Alves? Qual a sua origem?

Roberto Alves – Sou nascido na cidade de Taubaté, no Vale do Parnaíba, no dia 27 de maio de 1960. Sou o filho do meio de oito irmãos (duas mulheres e seis homens). Eu nasci num berço pobre. Meus pais sempre lutaram muito para criar seus filhos, principalmente a minha mãe. Ela trabalhava como empregada doméstica para nos dar o melhor e sempre nos ensinou o quanto é importante ser honesto e andar de cabeça erguida. Sou bem casado há 33 anos. Tenho um casal de filhos, a Ana Paula e o Roberto César. Os meus filhos também já são casados e tenho o Gabriel, que é o meu neto de 4 anos. Eu tenho um bom genro e uma excelente nora. Estou terminando agora uma faculdade de Gestão Pública e já quero fazer pós-graduação na área. Eu deveria ter feito isso antes, mas a gente vai deixando para depois, mas o tempo não para, passa muito rápido. No entanto, sempre há um meio para começar.

 

Agência PRB Nacional – O senhor gosta do que faz? É feliz como um homem público? 

Roberto Alves Sim, sou extremamente apaixonado pela atuação parlamentar. Eu gosto de ser deputado, não pelo título porque eu nunca me preocupei com o cargo. Isso não me sobe à cabeça, tanto que fui deputado federal e depois fui ser vereador. Eu não entendo isso como regressão, pelo contrário. Para mim foi melhor ainda, pois como eu já tinha sido deputado sem passar pela câmara de vereadores, eu entendi que era importante eu ser vereador. Antes de ser vereador já tinha sido deputado estadual e federal. Geralmente, muitos dos políticos começam como vereadores, presidentes de câmara e depois ocuparam outros cargos na vida pública. Eu não. Já fui direto, como se diz, eu não comecei no primário, já comecei no ensino médio e já fui para universidade. (risos).

Sei da responsabilidade do cargo que ocupo hoje e gosto do que faço aqui em Brasília. Para mim, é uma satisfação saber que o meu trabalho tem contribuído com causas importantes para a população. Eu volto a repetir: os títulos de Deputado e Vossa Excelência não me sobem à cabeça. Minha maior alegria é quando eu posso ajudar as pessoas. Me traz muita felicidade quando eu consigo ajudar na solução de um problema, mas, ao mesmo tempo, se eu não consigo êxito, fico frustado porque eu queria ajudar e não tive como.

 

Agência PRB Nacional – O povo acredita que o deputado tem muito poder nas mãos? Isso é verdade? 

Roberto Alves – Depende de como ele busca usar o poder que tem. Tem muitos deputados que acham que são presidentes da República, governadores e prefeitos, mas nós somos legisladores. Quando começam a prometer que vão asfaltar a rua, levar iluminação pública, isso é mentira. O “cara” é deputado, um legislador e não pode realizar obras. O parlamentar pode até ir a um prefeito pedir ajuda, mas não pode prometer que vai fazer porque não faz. Ele pode pedir ajuda ao Executivo mas ele nunca pode esquecer que é um legislador. E por causa disso as pessoas acham que o deputado pode fazer. O que um deputado pode fazer é destinar emendas no orçamento federal para os municípios e, isso, eu tenho feito aqui. Nossa missão aqui na Câmara é essencial para o país, pois debatemos e decidimos temas que interferem diretamente na vida das pessoas, e antes de qualquer posicionamento, é preciso pensar nas consequências de cada ação aqui dentro. Eu tenho atuado bastante para dar minha contribuição nesse processo todo e fazer a diferença na vida das pessoas, principalmente de São Paulo.

 

Agência PRB Nacional – O senhor é um dos parlamentares mais atuantes, não só do PRB, mas entre todos os parlamentares da Câmara Federal. Nesta Legislatura, o senhor apresentou 22 projetos. Quais suas principais frentes de atuação?

Roberto Alves – O combate a exploração sexual de crianças e adolescentes tem sido a minha maior bandeira na Câmara Federal. Isso para mim, é uma tragédia que ocorre no Brasil e, infelizmente, são poucas as pessoas que querem enfrentar esse problema social. E têm outros projetos de minha autoria em tramitação na Casa. Eu moro em Campinas, uma das principais cidades do Estado de São Paulo, com mais de 1 milhão de habitantes. Tenho uma responsabilidade muito grande com aquela região, não só pela cidade, mas também pela região metropolitana e todo o Estado. Eu recebi votos em 601 municípios, num total de 645. Então, tenho que trabalhar muito. As pessoas não querem nada, só pedem atenção e querem ver se realmente a pessoa que escolheram pelo voto está trabalhando. Quando se fala da quantidade de projetos que apresentei, considero poucos. Precisamos fazer muito mais. No entanto, não adianta encher a Casa de propostas e não resolver nada. É preciso ter sabedoria quando criamos uma proposição. Agora, por exemplo, uma das nossas metas é criar uma Universidade Federal em Campinas, que carece de uma instituição federal de ensino superior.

 

Agência PRB Nacional – A exploração sexual infantil é um problema recorrente no Brasil e o senhor tem se dedicado a essa causa. Quais os mecanismos defendidos para garantir o direito das crianças à uma infância digna?

Roberto Alves – Lançamos, no último dia 27 de maio, a Frente Parlamentar Contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, para enfrentar esse problema que tanto prejudica nossas crianças. É importante deixar claro aqui, que não vamos parar somente no lançamento da frente, pretendemos realizar um seminário nacional para debater o assunto. Queremos ouvir a população por meio de audiências públicas nos estados. Vamos às ruas panfletar, conscientizar a população o quanto é importante se preocupar com os filhos, quando eles chegam da escola, da casa de um amigo ou de um familiar. Portanto, é essencial esclarecer para as pessoas que esse é um dos maiores problemas que afligem nossas crianças e tanto prejudica o desenvolvimento dos pequenos.

 

Agência PRB Nacional – Outra bandeira sua na Câmara Federal tem sido a melhoria do sistema de busca de crianças desaparecidas. O que o senhor defende e o que pode ser feito para tornar mais eficiente esse trabalho?

Roberto Alves – Como deputado estadual, tive a iniciativa de fazer um projeto de lei para instituir a Semana Estadual para Busca e a Defesa da Criança Desaparecida. A ideia veio quando numa passagem minha por um dos pedágios de São Paulo, percebi que os bilhetes tinham, no verso, fotos de crianças desaparecidas. Esse projeto foi aprovado pela Assembleia Legislativa e sancionado pelo governador. Quando assumi o mandato de deputado federal em 2009, apresentei o mesmo projeto com o viés nacional. Mais uma vez, tive a felicidade de ver a proposta aprovada.

No Brasil, existem dados oficiais que registram os casos de crianças desaparecidas. No entanto, os números apontam que de 10% a 15% dos desaparecimentos permanecem sem solução por um longo período, e, às vezes, jamais são resolvidos. É por isso que a última semana de março é dedicada a promover a adoção de medidas para ajudar os pais e as crianças que estão nessa situação triste. Nossa intenção é fazer com que os rostos das crianças apareçam para mais e mais pessoas, com o objetivo de possibilitar mais reencontros. Se você for perguntar para uma mãe ou pai que tem um filho desaparecido, eles mantêm viva a esperança de rever o filho. Podem passar 10 anos ou mais, mas eles nunca vão dizer que o filho está morto e não voltará mais para casa. Pelo contrário, os pais têm a esperança viva de encontrar o filho. Outra ação importante que temos é a cartilha sobre o assunto, que está pronta e será lançada nos próximos dias. A cartilha abordará não somente a busca por crianças desaparecidas, mas também o enfrentamento contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

 

Agência PRB Nacional – O que o senhor gostaria de falar para as pessoas que vão ler essa entrevista?

Roberto Alves – Para as pessoas que estão lendo minhas respostas, eu peço que não coloquem no mesmo barco todos os parlamentares como se todos fossem iguais. Falo isso porque aqui, na Câmara, temos deputados com metas e objetivos de ajudar o povo brasileiro. Fui eleito pelo povo e vejo as pessoas que votaram e acreditaram em mim como meus patrões, porque se eu estou aqui, foram elas que me trouxeram e eu tenho que trabalhar pelo povo de forma dedicada e responsável. Como paulista, sei da minha responsabilidade de atuar em defesa do povo de São Paulo, mas não posso deixar de pensar nos brasileiros que vivem em outros estados, afinal, sou deputado federal, de todo o Brasil. Então, finalizo reafirmando meu compromisso em fazer de cada dia do meu trabalho, um motivo de alegria para os brasileiros.

Texto: Maurizan Cruz / Ascom da Liderança do PRB – Especial para a Agência PRB Nacional de Notícias
Foto: Roberto Ribeiro

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU EMAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest