“Está na hora do jovem ocupar o lugar dos políticos que não atendem as demandas da juventude”, afirma Peterson Pepe

Pepe, como é conhecido, afirma que a Juventude de São Paulo está esquecida pelo Poder Público e que a mudança para essa realidade está no PRB.

Pepe, como é conhecido, afirma que a juventude de São Paulo está esquecida pelo Poder Público e que a mudança para essa realidade está no PRB.

 

O jovem tem tido uma atenção especial do PRB em todo o país, e em São Paulo esse apoio à juventude não tem sido diferente. Para conhecer quais são os projetos e como atua o PRB Juventude no Estado de São Paulo, o entrevistado da semana do portal PRB Nacional é o coordenador estadual do movimento, Peterson Pepe.

Da Zona Sul, Pepe é empresário do setor de tecnologia e tem uma história de luta em defesa das demandas da juventude. Ele mobilizou mais de sete mil jovens durante as manifestações de julho de 2013 na capital paulista e vem realizando um trabalho social com mais de três mil crianças. Desde que assumiu a coordenação do PRB Juventude no Estado, ele tem trabalhado muito para criar o movimento de jovens no maior número de municípios paulistas. Para 2016, a meta é lançar pelos menos dois pré-candidatos em cada cidade, num total de 500 em todo Estado.

 

ENTREVISTA

Agência PRB Nacional – Antes de falar sobre sua atuação como coordenador do PRB Juventude no Estado de São Paulo, conta para a gente como começou sua história com o PRB?

peterson-pepe-prb-juventude-sp-entrevista-semana-foto4-ascom-06-12-2015Peterson Pepe – Eu vim de movimentos sociais e como resultado da liderança que fizemos nas manifestações de junho de 2013 na capital paulista, em defesa dos movimentos estudantis, acabei abraçando as demandas regionais da juventude e ingressando no PRB. Eu lembro que, à época, nós não atuamos nessas pautas de âmbito nacional, nossa luta era pelo atendimento de demandas da nossa região. Nesse período, acabei indo para Brasília e participando de audiências com ministros, e com esse nosso engajamento nos movimentos sociais da juventude, criamos uma associação que desenvolve projetos sociais para tirar os jovens do caminho das drogas. Em um desses projetos eu conheci o vereador Jean Madeira que hoje é o secretário de Esporte, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo. Foi nessa época que recebi o convite, conheci o PRB e decidi me filiar ao partido. Nas eleições de 2014, fui chamado para entrar na disputa eleitoral como candidato a deputado estadual e aceitei, até mesmo porque já era uma vontade minha para longo prazo, mas acabei antecipando. Na sequência, como a gente já trabalhava com a juventude, eu assumi a coordenação estadual do PRB Juventude em São Paulo. Começamos um trabalho para organizar e ampliar a força da juventude no maior número de municípios possível. Atrelado a isso, eu assumi a coordenação política regional do PRB, onde administro seis municípios: Taboão da Serra, Embu das Artes, Itapecerica da Serra, Embu-Guaçu, São Lourenço e Juquitiba.

 

Agência PRB Nacional – Fale um pouco da vida pessoal, sua origem, formação profissional, família…

Peterson Pepe – Eu tenho 34 anos, sou filho de nordestinos, meus pais são pernambucos. Sou casado, não tenho filhos. A Luciana Pepe, que é a minha esposa, também é militante do partido. É uma pessoa que batalha muito nas causas sociais, além de ser minha parceira desde que começamos a namorar. Ela deve, inclusive, assumir a coordenação do PRB Juventude da capital. Sou formado em processamento de dados, área em que trabalho desde 1995. Tive a oportunidade de fazer diversos projetos, inclusive, trabalhei um tempo em Portugal e em diversos países da Europa em 2009. Atendi diversos segmentos como bancário, farmacêutico e de tecnologia, entregando software de gestão, mobilidade e segurança. Eu também sou músico, toco saxofone e canto. Entre os anos de 2011 e 2012, executamos um projeto social junto com a banda “For Jesus”. Ligado à juventude, nós atendíamos mais de 250 jovens que participaram da banda por meio de um coral. Fizemos grandes apresentações para mais de 30 mil pessoas e apresentações em grandes programas na televisão. Foi um trabalho bem bacana, em que oferecemos oportunidade para essa juventude vivenciar a experiência de palco e mostrar o talento delas para as pessoas. Atualmente, estou cursando faculdade na área de gestão. Estou fazendo processos gerenciais e especialização em Gestão Pública. Sou empresário, sócio de uma empresa de tecnologia, onde atuo com desenvolvimento de software.

 

Agência PRB Nacional – Em quantos municípios o PRB Juventude está organizado? Houve algum crescimento na sua gestão?

Peterson Pepe – Sim, quando assumimos a coordenação estadual do movimento, em abril deste ano, a dinâmica de trabalho era outra, a maioria dos coordenadores municipais eram vereadores e assessores, pessoas que acabam não tendo tempo e condição de atuar com tanta força no movimento social, por conta das demandas do mandato. Então, fizemos uma reestruturação daquelas coordenações antigas e mantivemos apenas três coordenadores. Com este trabalho, hoje temos 67 coordenadorias montadas e em plena atividade nos municípios e, além disso, na capital, temos 11 coordenações zonais estabelecidas. Se comparado a situação anterior à nossa gestão, fica claro que tivemos um crescimento considerável nesses sete meses.

 

Agência PRB Nacional – Desde quando assumiu a coordenação estadual do PRB Juventude, quais tem sido os principais projetos implementados?

Peterson Pepe – A maior dificuldade é de mostrar para a juventude que eles já fazem política sem saber, quando promovem manifestações sociais nas ruas e nas redes sociais, criticando ou elogiando algo. Mas, mesmo assim, ainda há uma resistência considerável quando a gente convida esse jovem para a vida partidária. Nós entramos em cena para mostrar que, embora essa política de cidadania seja importante, ela se torna mais efetiva se for feita por meio da ferramenta legal instituída para fazer política, que é o partido. Essa conscientização é a mais difícil de fazer. O jovem vem com a ideia de revolução e às vezes menosprezam a importância de estar filiado, de exercer a política. Vou contar uma experiência muito rápida sobre esse assunto. Nós fizemos várias manifestações em 2013 aqui em São Paulo. A maioria delas foram de âmbitos gerais e nacionais e, especificamente, falando dos 20 centavos. Porém, aqui em São Paulo, fomos para as ruas com sete mil jovens de forma organizada e comprometida com demandas da nossa região. Lembro que fizemos ofício para todas as secretarias do estado, prefeituras, avisamos a Polícia Militar, levamos nossa pauta para os ministérios em Brasília. O mais importante é que, dentro dessa pauta, tivemos pontos que fomos plenamente atendidos. Itens que mudam muito mais a vida das pessoas do que os 20 centavos, até mesmo porque as manifestações não impediram o aumento anunciado. Nós conseguimos assegurar a reforma e ampliação do Hospital Campo Limpo, na Zona Sul, que atende mais de 4 milhões de pacientes por mês. A verba da ampliação do hospital estava parada há anos e por meio da nossa manifestação junto com o Conselho do Hospital e várias forças, a verba foi liberada. A construção do Hospital de Parelheiros foi a mesma coisa. Estava na nossa pauta de manifestação, fizemos uma pressão com nosso movimento. Não estou dizendo que foi somente nossa atuação, mas que colaboramos de forma efetiva para o processo de conquista. A nossa dificuldade é que o jovem não gosta muito de dialogar com o poder instituído e nós mostramos a importância do diálogo com esse poder. Quem está no poder, passa a nos ouvir de uma maneira diferente e o PRB Juventude pode oferecer isso para os jovens. O PRB pode oferecer esse caminho, temos deputados federais, estaduais, vereadores e prefeitos em todo país.

 

Agência PRB Nacional – Na sua avaliação, o que o PRB Juventude representa para o Estado de São Paulo? Lugar de jovem é mesmo na política?

Peterson Pepe – Eu acredito que o PRB Juventude representa para São Paulo uma resposta para um vazio que foi deixado pelos outros partidos, que existem há décadas e que não conseguiram suprir as demandas dos jovens. O PRB faz política com ética, compromisso e com muito diálogo. O partido é extremamente ativo nas redes sociais, realiza muitos encontros, fóruns, reuniões e eventos diversos. Nós visitamos as câmaras municipais e escolas para fazer palestras sobre prevenção às drogas, organizamos caminhadas para alertar sobre a prevenção ao câncer de mama e do novembro azul. O PRB é um partido com um movimento de juventude extremamente ativo. Eu acredito sim que o PRB Juventude representa para São Paulo essa transformação que o estado precisa, mas uma transformação com ética. Eu acredito que nós estamos conquistando esse espaço, esse vazio deixado pelos demais partidos, oferecendo oportunidade aos jovens de fazer política com resultado efetivo. Por essas razões e tantas outras, tenho a tranquilidade em afirmar que está na hora do jovem ocupar o lugar dos políticos que não atendem as demandas da juventude.

Aqui em São Paulo, nós trabalhamos muito a questão da conscientização. A gente permite que o jovem se manifeste, tanto é que na 3ª Conferência Estadual da Juventude, levamos a maior delegação do estado. Foram mais de 200 jovens do PRB que participaram do evento. A segunda maior delegação foi uma da extrema esquerda, com 128 jovens. A questão da revolução é muito diferente de destruição, ela ocorre na rua quando o jovem está destruindo aquilo que é público ou bloqueando vias e etc. No entanto, ele tem ferramentas disponíveis e mais eficientes para promover a maior revolução de todos os tempos, que é a revolução da consciência e do conhecimento. A maior transformação é conquistar poder para as pessoas que estão na favela, nos bairros mais pobres, sem conhecimento da força que têm nas mãos. Nós temos as eleições do próximo ano para mudar as coisas. Eu penso que essa é a maior revolução que a juventude pode promover, de realizar uma política conscientizada e não se deixar ser massa de manobra.

 

Agência PRB Nacional – O PRB saiu das eleições municipais com uma liderança muito forte, que é o deputado federal Celso Russomanno. Atualmente, ele aparece disparado nas pesquisas de intenção de voto para prefeito da capital. O que a candidatura de Russomanno representa para a juventude paulistana?

Peterson Pepe – O deputado Celso Russomanno tem uma história em defesa da população não somente da capital, mas de todo estado de São Paulo. Celso tem sido uma inspiração para a gente, muito embora não fixamos apenas em uma figura, há outros nomes que para nós dentro do PRB também são grandes inspirações. O próprio presidente nacional Marcos Pereira, o Sergio Fontellas (vice-presidente estadual do PRB São Paulo), o secretário Jean Madeira, além de outros deputados e demais lideranças do partido. Mas, para nós, há um problema que precisa ser corrigido o quanto antes. Entendemos que a juventude da periferia se sente enganada pela atual gestão municipal e isso remete ao Celso uma esperança de transformação. Na possibilidade do PRB conquistar a prefeitura de São Paulo em 2016, a vida dos jovens da periferia vai mudar para melhor, com certeza, principalmente porque nós fazemos o enfrentamento contra às drogas, lutamos para inserir o jovem no mercado de trabalho, para empreender e buscar o desenvolvimento pessoal. O PRB tem gente preparada que pode contribuir muito com a juventude e nós vamos fazer isso. Eu acredito nessa experiência do Celso, junto com toda ética que o PRB representa e na força da juventude para a campanha 2016. Nós temos muitos jovens que não trabalham porque as mães deles precisam trabalhar e ele têm de ficar com os irmãos mais novos. Temos uma fila de 860 dias de espera por uma vaga numa creche e o jovem está fora do mercado de trabalho, deixando de fazer um curso técnico porque tem de cuidar da casa dele, da irmã ou do irmão mais novo. Em contraponto a isso, se gasta uma fortuna construindo ciclovias e arrecadando mais e mais com a diminuição da velocidade das vias. Nesse ponto é onde eu vejo a grande diferença da gestão. Nós vamos cuidar primeiro do básico; segurança, saúde, educação e transporte. A gente já sabe que o 10 é que vai fazer a grande diferença a partir de 2017 aqui em São Paulo.

 

Agência PRB Nacional – Que tipo de motivação o jovem tem para se filiar ao PRB e disputar as eleições de 2016?

Peterson Pepe – Se você é um agente social e não gosta de política ou gosta e pensa que não está apto para ser um candidato, o PRB pode mudar essa visão, o partido capacita os jovens para a vida pública. Outro ponto de motivação é que, no PRB, há uma aproximação entre as coordenações municipais e as estaduais. Todos são ouvidos e têm o espaço de diálogo. Não existe nenhuma coordenação municipal ou zonal que não consiga um contato com a gente, que não saiba exatamente quais são as ideias e projetos para a juventude na perspectiva do partido. Esse é um grande diferencial porque você chega em outros partidos que não oferecem as condições necessárias para o desenvolvimento do jovem na política local e que para conseguir alguma coisa tem de ser por meio de uma carreira solo. No PRB é bem diferente. Às vezes, o jovem entra nos demais partidos e se frusta porque ele percebe que o interesse pessoal é a primeira coisa que é colocada em pauta. Aqui no PRB, o jovem tem a oportunidade de fazer o seu melhor em prol da população. A nossa meta é lançar pelo menos dois pré-candidatos a vereador em cada município, se nós não conseguirmos, pelos menos um em cada. O último levantamento que fizemos já constam 69 pré-candidatos a vereador e dois pré-candidatos a prefeito do PRB Juventude para as eleições de 2016. A nossa expectativa é chegar em 500 pré-candidatos em todo estado e desse número eleger no mínimo 25 vereadores. Há uma grande oportunidade para que esse jovem aprenda como fazer política, a campanha, como colocar a imagem dele nas redes sociais, dialogar com a comunidade e as maneiras de buscar o voto. Isso tudo a gente ensina, fala, porque acreditamos nessa capacitação. Sabemos que se esse jovem for acolhido bem agora, ele vai permanecer com a gente cinco, dez anos. Amanhã ele pode ser um vereador do nosso partido,  prefeito, deputado, senador e até mesmo um governador. Convido com toda segurança possível, venha para o PRB Juventude porque com certeza a atenção, direção e orientação você vai encontrar aqui com a gente.

Se você bate na porta de um vereador que você votou e confiou e ele não te ouve, então, é o momento de você fazer política no PRB e ocupar o lugar dele. No PRB, nossos eleitos escutam com muita atenção as demandas da sociedade e isso tem sido nossa diferença quando comparado com os demais partidos.

 

Texto: Agência PRB Nacional
Foto: Ascom – PRB Juventude São Paulo

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU EMAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest