César Halum fala sobre felicidade em compor os quadros do PRB e os desafios da política tocantinense

cear-halum-prb-entrevista-da-semana-foto-douglas-gomes-15-10-15

 

O entrevistado da semana é o republicano César Halum, deputado federal e presidente do PRB Tocantins. Com 61 anos de idade, sendo 27 deles na vida pública, Halum se filiou ao PRB em 2013, época em que também assumiu o cargo de presidente estadual. Em um bate-papo com a Agência PRB Nacional, o republicano fala sobre os desafios da política no Tocantins, os desafios de conduzir o PRB no estado, as perspectivas para as eleições do próximo ano e sua atuação parlamentar no Congresso Nacional.

 

ENTREVISTA

Agência PRB Nacional – O senhor ingressou no PRB em outubro de 2013. Por que escolheu a legenda e como tem sido essa vivência no partido?

César Halum – Naquele momento, sentia a necessidade de mudança do partido político em que eu estava filiado. Na época, devido às eleições de 2014, eu tinha várias dificuldades em função dos líderes maiores, que talvez não desejavam ou facilitavam minha reeleição. Eu estava procurando um novo partido, mas tinha o problema da lei da fidelidade. Em uma audiência com o então ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella, criei um sentimento de confiança na sua pessoa. Aliás, sempre tive simpatia com o PRB por causa do ex-vice-presidente da República, José Alencar. Eu falava: no dia que eu for para esse partido 10, será bom! Esse número 10 é ótimo. No entanto, eu tinha a preocupação de perder o meu mandato de deputado federal em função da troca de partido, mas o senador Crivella me motivou. Mesmo contra o desejo da minha família, que ficou bastante preocupada com um processo de cassação, decidi me filiar. Estou no PRB feliz da vida. Depois de 27 anos de vida pública, encontrei meu porto seguro. Aqui no PRB tenho tranquilidade, paz e a oportunidade de reestruturar o partido em todo o Estado do Tocantins. Isso tem me dado uma boa visibilidade e tem me permitido implantar as ideias e os projetos que achamos melhor para o crescimento do nosso estado.

 

Agência PRB Nacional – Como avalia o crescimento do PRB nas últimas eleições? 

César Halum – O PRB cresce com segurança, consistência, com conteúdo e com projeto que apresenta para o Brasil. Temos visto muitos partidos fazerem novas aquisições por moedas de troca. No PRB é diferente, as pessoas que estão vindo é por idealismo e não por fisiologismo. Elas acreditam que aqui no PRB terão a oportunidade de implantar uma política segura, limpa e que dê atenção a quem mais precisa, que é a população brasileira que está desassistida. Infelizmente, o modelo de gestão que temos aí se preocupa apenas com controles internos e grupos políticos e a nossa sociedade está largada. Precisa de alguém que realmente cuide do povo e as pessoas estão vendo no PRB essa opção.

 

Agência PRB Nacional – Qual o balanço que o senhor faz de sua gestão à frente do PRB Tocantins? Quais os maiores desafios e conquistas?

César Halum – O maior desafio é ter de enfrentar grupos políticos poderosos instalados no estado e estruturados economicamente, e irmos contra tudo isso como se fosse uma formiguinha, de município por município, com pouca estrutura. Sobre as conquistas, conseguimos instalar 102 comissões provisórias nos 139 municípios. Antes, haviam apenas 23. Além disso, não tínhamos nenhum prefeito eleito pelo PRB. Hoje, já contamos com quatro prefeitos filiados e seis vereadores, sendo que só não temos mais porque a janela se estendeu até abril de 2016. Para as eleições municipais do ano que vem, vamos contar com mais de 20 candidatos altamente competitivos para a disputa pelas prefeituras. Apostamos na eleição de, no mínimo, dez prefeitos e uma centena de vereadores. Isso cria uma musculatura muito importante para que possamos continuar na caminhada do crescimento.

 

Agência PRB Nacional – Como o crescimento do PRB Tocantins vai beneficiar a população?

César Halum –  Estamos fazendo o nosso crescimento baseado em cima de um projeto de governo. O Tocantins hoje tem deficiência em todas as áreas. O estado deveria ter aproveitado a oportunidade, por ser o mais novo do Brasil, que começou do zero e não precisava reinventar. Deveria ter aproveitado os atalhos sobre o que já tinha de bom. Isso foi feito no início, mas se perdeu com a instalação do favoritismo, do privilégio e da valorização de vários segmentos, o que causou um grande prejuízo para a população. O PRB tem uma proposta segura de como consertar o caminho do Tocantins e como dar a ele a rota segura para o desenvolvimento. Construí uma carreira política ao longo desses 27 anos sem manchas. Então, estou apostando tudo isso para fortalecer o PRB.

 

Agência PRB Nacional – Enquanto presidente estadual, qual orientação o senhor tem passado para os vereadores e prefeitos do PRB Tocantins? Quais os princípios que os pré-candidatos precisam carregar para fazer uma boa campanha e carregar ao longo do mandato?

César Halum – É muito difícil você colocar isso para as pessoas, mas tenho feito isso no momento da filiação. Para se filiar ao PRB, o novo republicano tem que conhecer as regras. Aprendi na vida pública que tudo que é bem combinado sai barato, já o mal combinado é caro. Então, já deixo bem combinado desde o início, que o partido não aceitará, em hipótese alguma, má conduta dos seus representantes. Esse é o primeiro ponto. Deixo bem claro também que eles devem se espelhar em José Alencar, pela sua dignidade e honradez como o espelho maior do partido. Os novos filiados também têm a consciência de que não virão para o PRB para ganhar dinheiro, mas sim para prestar serviços à comunidade. Além disso, o PRB não tem nada para dar em troca a não ser essa esperança de resgatar a boa política. As pessoas  já vem sabendo da sua missão aqui dentro. Alguns até questionam se o PRB não vai financiar a campanha, mas deixo bem claro que se não tiver estrutura, nem faça parte dos nosso quadros, porque o partido não vai entrar em nenhuma negociata ou esquema para fabricar dinheiro para custear campanha política. O que vamos viver e vivemos é do fundo partidário e das doações, que nos permitem financiar o crescimento do partido, além da nossa Fundação Republicana Brasileira (FRB), que leva por meio dos seus cursos, uma formação política adequada. Portanto, estou muito seguro de que vamos demandar um tempo maior para alcançar voos maiores no Tocantins, mas vamos chegar com segurança.

 

Agência PRB Nacional – Sobre as eleições municipais de 2016, em quais cidades o PRB terá candidatos à prefeito?

César Halum –  Nas principais cidades é muito difícil, como Palmas, Gurupi, Araguaína, Paraíso e Porto Nacional. Essas cidades são importantes, mas ainda não temos condição de lançarmos candidatos. Pelo crescimento do partido e sua posição, somos vistos como prováveis vices nas chapas majoritárias. Se conseguirmos eleger esses vices e eles fizerem um bom trabalho, terão grandes chances de serem potenciais candidatos em 2020. Como eu disse anteriormente, vamos demandar um pouco mais de tempo, porque política se ganha de duas formas: ou com muito dinheiro ou com muito tempo. Como não temos dinheiro, vamos utilizar o tempo.

 

Agência PRB Nacional – O senhor lançou, em abril deste ano, a Frente Parlamentar pela Qualidade da Hotelaria Brasileira. Essa será uma de suas bandeiras durante esse mandato? Quais outros temas terão sua atenção especial? 

César Halum – O tema básico e fundamental do meu desenvolvimento na Câmara sempre foi a bandeira em defesa do consumidor. Temos também a Frente Parlamentar dos Consumidores de Energia Elétrica, Telefonia e Combustíveis. A Frente Parlamentar pela Qualidade da Hotelaria Brasileira foi criada em função da discussão que tivemos de vários projetos em defesa do consumidor, que visava beneficiar o cidadão brasileiro nas suas contratações com o setor de hotelaria, bem como com os trabalhadores do segmento, por ser um setor que emprega muitas pessoas e gera renda. Afinal, o Brasil precisa apostar mais no turismo. Então, era preciso que nós fizéssemos uma frente parlamentar que agrupasse o patrão, o empregado e o usuário. Essa é a missão da nossa Frente Parlamentar, de desenvolver um segmento que pode dar muito ao país.

 

Agência PRB Nacional – Como o senhor avalia esse seu segundo mandato como deputado federal até o momento? Até aqui o saldo é positivo?

César Halum –  Acho que sim, porque no segundo mandato você acrescenta conhecimento dentro da Casa, o conhecimento na tramitação das matérias e com os outros parlamentares. O engraçado é que no primeiro mandato todos desconfiam de você, não sabem quem você é, de onde veio e o motivo  que chegou lá. Quando se consegue uma reeleição, as pessoas já te enxergam como um líder, porque não veio por um acaso e aí a respeitabilidade é maior, e junto com a ela a credibilidade. Então, creio que nesse ponto melhorou,  mas, infelizmente, esse ano o Brasil passa por um momento delicado e isso dificulta muito o trabalho do parlamentar.

 

Agência PRB Nacional – O senhor tem uma atuação muito forte voltada para o setor de energia elétrica. Houve algum avanço?

César Halum – No mandato passado, tivemos um avanço, porque a nossa frente parlamentar caminhou para que chegássemos a uma redução de 20% da tarifa de energia elétrica com a diminuição das alíquotas do PIS e Cofins. No entanto, a nossa sugestão não foi acatada pelo governo federal e eles preferiram indenizar as empresas geradoras de energia e antecipar as concessões, além de retirar da tarifa a taxa de amortização. Isso fez com que o governo tivesse que desembolsar dinheiro do orçamento da União para cobrir esse rombo, o que acabou não resolvendo os problemas das empresas, que entraram em dificuldades financeiras. Com isso, o governo não repôs tarifa porque calculou errado a redução, gerando assim, uma série de problemas. Agora, o setor está se recuperando, mas o país ainda não encontrou a política adequada e o planejamento é ruim . Os apagões são constantes e o Brasil passou a utilizar muito a energia termoelétrica, que acaba sendo quatro vezes mais cara do que a energia produzida pelas hidrelétricas. Isso tem criado tarifas sempre crescentes, o que é um problema muito sério. Então, esperamos que os investimentos na geração de energia voltem a crescer, para que o Brasil aposente as termelétricas.

 

Agência PRB Nacional – O que a população do Tocantins pode esperar do deputado César Halum ao longo desse mandato na Câmara?

César Halum – Muito trabalho, porque a característica de preguiçoso eu não tenho! risos. Muita dedicação, vontade de trabalhar e acertar, mas acima de tudo, de fazer com que o Tocantins seja visto pelos brasileiros como um estado que tem uma população que é igual a todas as outras e que deve ser tratada com igualdade. A Região Norte precisa de mais investimentos, é preciso interiorizar o desenvolvimento nesse país, desconcentrar a população das grandes metrópoles, ocupar o espaço e melhorar as condições de vida.

 

Texto: Laize Andrade / Ascom – Liderança do PRB, especial para a Agência PRB Nacional
Foto: Douglas Gomes / Ascom – Liderança do PRB

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Tia Eron

dep.tiaeron@camara.leg.br
(61) 3215-5618

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest